Postado no dia 8 de Agosto de 2012 - 16h50m
Atualizado no dia 10 de Agosto de 2012 - 10h25m

Tire essa criança daqui!

Extensão para Chrome retira fotos de bebês da timeline no Facebook

Texto: Mariel Zasso • PÁGINA 1 de 2

Não gosta de fotos de bebezinhos? Troque-as por... gatinhos!

Baby_removed

Legenda: "Bebê removido!" (Foto: Unbaby.Me)

Há dois tipos de usuários de Facebook: os que amam (ou não se importam) e os que odeiam as fotos de bebês compartilhadas por seus amigos. Se você faz parte do segundo grupo, seus problemas acabaram! O irônico - ou nem tanto - pressuposto foi a motivação para a criação do Unbaby.me. A extensão para o navegador Chrome "desbeberiza" sua timeline no Facebook - deleta as fotos de bebês postadas por seus amigos permanentemente, e substitui essas imagens por... gatinhos!

Sim, porque se há os que amam ou odeiam fotos de bebês, parece que não há quem odeie o maior fenômeno viral da internet. Afinal, fofos ou engraçados, quem nunca compartilhou ou curtiu uma foto de gatinho?

O Unbaby.me funciona buscando nas atualizações de status uma série de expressões que comumente são usadas por pais acompanhando as fotos de seus pimpolhos. "Tão fofo", "gracinha", "o bebê mais lindo de todos", "recém-nascido", "dentinho", "passinhos", e várias outras expressões no diminutivo são as etiquetas que o programa procura para fazer a substituição da imagem.  O status, por sua vez, muda automaticamente para "bebê removido".

Por enquanto o programa, desenvolvido por Chris Baker e seus amigos, vem pré-configurado para quem tem uma timeline em inglês, língua das tags cadastradas até o momento. Mas você pode editar essas configurações e fazê-lo funcionar corretamente em português - e pode até incluir o nome do filhinho daquele seu amigo insistente. Nas novas fotos, retiradas randomicamente de feeds do Instagram, aparecem além dos gatinhos outras imagens virais da internet, incluindo fotos de bacon (!).

Questionado quanto à motivação do projeto, Backer respondeu "Chegamos por fim à idade onde todos os amigos têm seus mini humanos em casa. Alguma coisa precisava ser feita". Se para Baker e seu time o projeto é quase uma brincadeira, por outro lado o código-fonte deste projeto paralelo foi lançado em licença livre, o que permite que outros desenvolvedores modifiquem a extensão e a adaptem a outras necessidades.

Tem algo te chateando na maior rede social do mundo? Aproveite a chance.