Fino traço

Galeria Mapa abre no Baixo Augusta voltada para o jovem colecionador de arte moderna

Luciana Pareja Norbiato
Desenho de Almada Negreiros (Fotos: Cortesia Galeria Mapa)
Desenho de Almada Negreiros (Fotos: Cortesia Galeria Mapa)

O modernismo é quase sempre um período da arte brasileira destinado ao colecionismo de poucos e bons. As obras mais famosas desse movimento chegam a valores estratosféricos, ao menos no ranking nacional. Mas Marcelo Pallotta quer mudar isso. Usando um olhar estético aguçado, comprovado por cartazes de filmes como Cidade de Deus e Que Horas Ela Volta?, o designer gráfico, fotógrafo (com obras em coleções como Masp/Pirelli), colecionador e agora também galerista faz de seu novo espaço, aberto recentemente no coração do Baixo Augusta, um lugar para se comprar boa arte moderna a preços acessíveis. E para provar, sua Galeria Mapa traz na mostra de abertura uma seleção de desenhos de nomes emblemáticos da arte produzida no período, de olho naqueles que estão começando agora suas coleções.

  • Vista da Galeria Mapa, no Baixo Augusta
    Vista da Galeria Mapa, no Baixo Augusta
  • Desenho de Antônio Bandeira
    Desenho de Antônio Bandeira

Para a estreia, Pallotta garimpou obras em uma técnica que alcança preços menos expressivos, mas não é menos importante dentro da produção de artistas como Di Cavalcanti, Burle Marx, Iberê Camargo, Antônio Bandeira e Almada Negreiro, entre outros incluídos na exposição. Por exibir apenas obras em preto e branco, o conjunto reunido evidencia os traços característicos de vários dos pilares do movimento. Quem assina o texto de apresentação é a crítica e curadora Juliana Monachesi.

Serviço
Desenho Moderno: As Formas da Ideia sobre o Branco do Papel
Galeria Mapa
Rua Costa, 31
Até 14/4
www.galeriamapa.art.br

Artigo anterior:
Próximo artigo: