Itaú Cultural inaugura ON/OFF nesta quinta

Crédito: Dudu Tsuda

Publicado em: 10/07/2012

Categoria: audiovisual, Da Hora

A Mostra Audiovisual Internacional apresenta destaques como o mexicano Murcof, criador do Nortec, em parceria com o selo AntiVJ, além de performances e oficinas

Onoff

Legenda: Performance True Fictions – The Light Surgeons, da edição 2011 da Mostra (Foto: Ivson Miranda/divulgação)

Nesta quinta-feira, dia 12 de julho, acontece em São Paulo a noite de abertura da 8a. Edição da Mostra Audiovisual Internacional On/OFF_Experiências em Live Image no Itaú Cultural. E para ocasião, uma performance colaborativa, inédita no Brasil, do selo AntiVJ  com o artista mexicano Fernando Corona sob pseudônimo Murcof.

‘A performance de abertura não é exatamente um grupo mas um projeto especial que vem sendo aprimorado há algum tempo. Desde que assisti a essa apresentação no Future Everything em Manchester, em 2009, o projeto vem sendo aprimorado, tanto visualmente como em termos de som, mas principalmente no que se refere ao rigor da fusão entre essas linguagens. É uma colaboração entre o selo audiovisual AntiVJ e o mexicano Fernando Corona (mais conhecido como Murcof, que foi um dos criadores do grupo Nortec Collective, que acho simplesmente sensacional)’, explica Lucas Bambozzi, videoartista e curador da mostra.

Legenda: AntiVj + Murcof ::: 2010 Ravenna Festival

E não pára por aí. O line_up conta também com o artista uruguaio Brian Mckern, que esteve no ano passado na IV Mostra Internacional de Live Cinema de curadoria de Luiz Duva, a dupla mineira Fabiano Fonseca e Vj Ímpar com seu novo trabalho LigaLingha, com quem tive o prazer de estar lado a lado na Mostra Audiovisual Internacional Continuum em Recife este ano, o paulistano Caio Fazolin , integrante do coletivo ZoomB, e o grupo Cão, de Dora Longo Bahia, que, nas palavras de Bambozzi, ‘encarou o desafio de criar um projeto específico para o ON_OFF’.

Legenda: LigaLingha | Ligam ::: Vj Impar

Além das apresentações audiovisuais, no evento serão ministradas oficinas criativas por parte de alguns dos artistas, o que demonstra um outro viés inclusivo do escopo de atuação da mostra. A intensificação de trocas entre artista e público é sempre uma iniciativa positiva no sentido de se promover, direta e indiretamente, o fomento de produção artística e a formação de público.

“Este ano vamos ter o LigaLingha, que vai mostrar instrumentos e interfaces personalizadas, criados para a apresentação que vamos ter no ON_OFF. A outra oficina é com o uruguaio Brian Mckern que, junto com Gabriel Galli, vai mostrar como eles vem coletando e produzindo as interferências eletrostáticas que compõem o Temporal de Santa Rosa, que simula uma tempestade – que tem aliás um histórico reincidente muito interessante’, conta Bambozzi.

Brian Mckern ::: Temporal de Santa Rosa

Indagado sobre sua relação com a instituição Itaú Cultural para a realização desta curadoria, Bambozzi afirmou ter tido liberdade total em suas escolhas. ‘ Em todos os casos a liberdade de escolha é total, e assim deve ser, apesar de sempre haver algumas limitações, de diferentes tipos. No caso do ON_OFF, a maior dificuldade foi não repetir nomes que já participaram do evento, que acontece desde 2005. Como sempre, houveram muitas reuniões, contatos, tentativas e erros. Há um projeto do japonês Ei Wada, que há tempos busco trazer ao Brasil. Ainda não foi dessa vez, por conta de um ajuste de calendário, mas a próxima possibilidade já está em andamento’, conclui.

Serviço:

On/OFF Itaú Cultural

12 de julho_quinta-feira
Grátis
Avenida Paulista, 149 – Bela Vista São Paulo, 01311-000
11 2168-1777