Mais do que esperado

da Redação

Publicado em: 25/08/2014

Categoria: Mercado de Arte

Leilão de Fotografia Paraty em Foco / Bolsa de Arte conseguiu vender mais de 80% dos lotes

Paraty_body

Legenda: Happy Easter by Kivoi and Mwangi of Hog Ranch (1965/1997), de Peter Beard (obra mista sobre fotografia. Tiragem única. Assinada, datada Jan. 1997, titulada e situada Nairobi, Quênia na face. 120 x 160 cm. R$ 300.000 – 400.000)

A décima edição do Leilão do Paraty em Foco, uma das atrações do Festival Internacional de Fotografia de Paraty, foi um verdadeiro sucesso. Realizado em São Paulo no dia 21 de Agosto, a praça foi resultado de uma ação conjunta entre a Bolsa de Arte e a organização do Festival. Foram vendidos mais de 80% (sic) dos 160 lotes, alcançando um valor total de aproximadamente R$ 2 milhões, com preços dos trabalhos variando de R$ 1.500,00 a R$ 300.000,00.

Foram lançadas obras do século XIX (como as de Etienne Cajart), as dos modernistas Marcel Giró, Geraldo de Barros, German Lorca, José Yalenti e Paulo Pires, como também fotografias de artistas contemporâneos, como Miguel Rio Branco, Eustáquio Neves, Bruno Veiga, Tiago Santana, Alexandre Sequeira, João Castilho, Pedro David, entre outros, além de obras de Abelardo Morell, Nan Goldin, Richard Avedon.

A obra que alcançou o maior valor foi uma fotografia de Peter Beard. Entre os destaques de valorização, considerando-se o preço final em relação ao lance inicial, estão Hiroshi Sugimoto e Mario Cravo Neto. Também alcançou grande valorização o portfólio da coleção Brasil Anos 70, com fotos de Claudia Andujar, Maurren Bisilliat e Cristiano Mascaro, entre outros.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.