Do online ao offline

Duas galerias, Aura e Alice Floriano, dividem espaço do antigo Ateliê397 com propostas distintas

Luana Fortes
Sesta (2017), de Giulia Bianchi

O número 397 da rua Wisard, em plena Vila Madalena, não mais pertence ao espaço de intervenção cultural Ateliê397, cujo título faz clara referência ao endereço. A partir de agora, duas novas galerias dividem o local com propostas distintas. Ao entrar, as primeiras portas à sua direita abrem caminho para a Alice Floriano, dedicada a promover joias contemporâneas como movimento artístico. Mais ao fundo, está Aura, dirigida por Bruna Bailune, que até hoje atuava como plataforma online de divulgação e venda para artistas brasileiros em início de carreira.

Em 2010, a presença do mercado de arte no universo digital era bastante restrita, motivando Bailune a idealizar sua galeria virtual, lançada cinco anos depois. No entanto, ela logo percebeu os desafios que enfrentaria. “A logística do online não é fácil” – revela para seLecT – “Muitas vezes, a imagem na internet não dá conta de um trabalho de arte”. Inclusive, conta que alguns compradores se surpreendem com a qualidade das obras adquiridas quando as vêem em suas casas. Por essas e outras, fez-se a necessidade de um espaço fixo, inaugurado com a mostra Scénario.

Vista da exposição Scénario

Vista da exposição Scénario

Bailune confiou à Mario Gioia a montagem da primeira exposição do espaço, quem precisou de muita sagacidade para selecionar, dentre os mais de 50 representados pela galeria online, quais artistas participariam da inauguração. “Aura é uma plataforma com muitos artistas. Então, existia esse desafio de ter muita variedade de escolha. Como, nesse universo, elege-se algum tema para ser discutido?”, diz à seLecT. Mas, apesar das dificuldades, Gioia encontrou uma maneira de relacionar sua investigação curatorial à pesquisa dos artistas, partindo da palavra Scénario, que tanto pode ser entendido como roteiro, em francês, como algo cênico, em português. Pensando nisso, reuniu seis artistas que trabalham em três cidades diferentes. Viviane Teixeira e Bruno Belo, do Rio de Janeiro, Giulia Bianchi e Marcella Madeira, de São Paulo, e Lilian Maus e Letícia Lopes, de Porto Alegre, cidade onde nasceu tanto o Aura Arte, quanto a galeria Alice Floriano.

Serviço
Scénario
Galeria Aura
Rua Wisard, 397 – Vila Madalena
Até 29/5
www.aura.art.br

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.