Sem tempo, com história

Guerra civil do Uruguai alimenta pesquisa de Victor Lema Riqué para a exposição A Vida das Pessoas Extraordinárias

Da redação
De agora em diante só arbustos II (2006) (Foto: Fernando Laszlo)
De agora em diante só arbustos II (2006) (Foto: Fernando Laszlo)

Victor Lema Riqué vive e trabalha em São Paulo, Brasil, mas nasceu em Montevidéu, no Uruguai, em 1955. Para sua nova exposição, A Vida das Pessoas Extraordinárias, com curadoria de Paulo Gallina e Manuel Neves, decidiu dialogar com a história de seu país de origem. A partir de 2012, passou a pesquisar a respeito da guerra civil, também conhecida como Guerra Grande, que ocorreu no Uruguai entre 1839 e 1851.

Discutindo a noção de identidade, Riqué produz trabalhos que passeiam nos limiares entre realidade e ficção, explorando linguagens como o desenho e a pintura. Dessa forma, apesar de o ponto de partida de sua pesquisa ser um fato histórico, elementos fabulosos conferem às obras um caráter atemporal.

Ilha das Ratas (2017), de Victor Lema Riqué (Foto: Reprodução)

Ilha das Ratas (2017) (Foto: Reprodução)

 

Serviço
A Vida das Pessoas Extraordinárias, de Victor Lema Riqué
Museu Nacional de Artes Visuais (MNAV)
Av. Tomas Giribaldi, 2283 – Montevidéu (Uruguai)
Até 25/6
mnav.gub.uy

Artigo anterior:
Próximo artigo: