A feira das multiplicidades

Guilherme Kujawski

Publicado em: 18/10/2013

Categoria: Da Hora, exposições e bienais

Maior feira de arte em Londres, a Frieze apresenta de obras renascentistas a contemporânea

Census

Legenda: Censo em Belém (1611), de Pieter Bruegel, o Jovem

Tirante o aspecto glam e mercantilista, há coisas bacanas a serem descobertas em Regent Park, onde acontece a Frieze London 2013, uma das maiores feiras de arte do mundo, montada graças a uma substanciosa verba de US$ 5 milhões. Pode-se encontrar coisas bacanas e curiosas: veja o caso da galeria Gagosian, que levou as milionárias esculturas de aço inoxidável de Jeff Koons (por exemplo, Sacred Heart [Blue/Magenta], 1994–2007) acompanhadas de sua própria equipe de segurança.

Mas o ouro não reluz apenas sobre as crias de Koons. Nesse ano, o que tem chamado a atenção na Frieze Masters – uma extensão da Frieze London com foco na relação entre arte antiga e contemporânea – é um quadro renascentista, o Censo em Belém, de 1611, que está no estande da casa de leilão Johnny Van Haeften Ltd. Mas atenção: o quadro é uma réplica do original pintado por Pieter Bruegel, o Velho (o que está na feira é o de Pieter Bruegel, o Jovem). De qualquer forma, o passado e o contemporâneo concorrem para ver quem ganha a corrida de preços, que certamente batem a casa dos milhões de libras.

Como todos os anos, o Brasil bate o ponto na feira. O que mais está recebendo os holofotes da imprensa local é Maileryn (1973), de Hélio Oiticica e Neville D’ Almeida (A Gentil Carioca , Rio de Janeiro). Para quem não se lembra, é aquela instalação da série Cosmococa, centrada nos slides com carreiras de cocaína sobre a foto de Marilyn Monroe, bexigas coloridas e uma trilha sonora da exótica soprano peruana Yma Sumac.

A área editorial reservada para revistas de arte está sortida e a seLecT foi selecionada para compor a lista. De Londres, estão chegando fotos de vários destaques (acompanhe o nosso álbum no Flickr), como Portrait of the Artist (2013), de Jennifer Rubell (galeria Stephen Friedman), uma escultura em que os visitantes são convidados a se transformar em fetos na barriga de uma mulher grávida.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.