A mão Prolongada e as Ciências do Sonho, de Michel Zózimo

Individual do artista acontece na Sé Galeria, em São Paulo, até 6 de agosto

Publicado em: 22/05/2016

Categoria: Agenda

Michel Zózimo - Colonizador (Imagem: Divulgação)

A Sé apresenta A Mão Prolongada e as Ciências do Sonho, segunda exposição individual do artista Michel Zózimo na galeria, com curadoria de Diego Matos e que terá abertura no domingo dia 22 de maio, das 12h às 18 hs. A mostra ocupa o segundo andar do prédio.

O artista parte de um imaginário pessoal derivado de estudos sobre religiões obscuras e seitas agnósticas, utilizando essas noções como repertório na invenção de uma simbologia esvaziada de sentidos morais ou de crenças em forças superiores. Emerge, portanto, uma espécie de liturgia que não respeita uma única camada de sentido. Do mesmo modo, a ciência antiga se presta como campo de estudo, onde o sobrenatural encontra na enciclopédia o seu lugar de origem. Composta por uma compilação de trabalhos, em sua maioria, inéditos, a exposição traz séries de desenhos, objetos e esculturas.

O nome da exposição é uma referência ao texto dos anos 60, do artista argentino Víctor Grippo – considerado precursor da arte conceitual argentina. Nesse ensaio,  Grippo discorre sobre o fazer artístico que não descarta a possibilidade do trabalho manual, o pensamento como uma mão prolongada e de uma arte que, mesmo pensativa, ainda labora fisicamente.

Serviço
Sé Galeria
Rua Roberto Simonsen, 108, Centro, São Paulo
De 22 de maio a 6 de agosto
De terça a sexta-feira, das 11h às 19h; sábados, das 12h às 17h
Tel.: (11) 3107 7047

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.