Agenda cultural da semana (19/6/2019)

Colapso, Tomás Cunha Ferreira, Daniel Feingold, Ana Prata, Marcius Galan, Björk, Carlos Bevilacqua, FILE, Marina Saleme

Da redação
Dilúvio (2017) pintura de Bruno Dunley (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Colapso, exposição coletiva
Panapanã, individual de Tomás Cunha Ferreira, até 20/7, Galeria Athena, Rua Estácio Coimbra, 50 | galeriaathena.com
As duas exposições em cartaz na Galeria Athena refletem sobre os limites e as possibilidades da pintura e do desenhos na situação contemporânea. Colapso é uma curadoria do artista Rodrigo Bivar com participação de Ana Prata, Bruno Dunley, Cabelo, Débora Bolsoni, Leda Catunda, Paulo Whitaker e Rodrigo Andrade. Já PanaPanã é uma individual de Tomás Cunha Ferreira na qual composições com tecidos coloridos tratam sobre diversos momentos da história da produção pictórica, da abstração geométrica às cores pop.

Pinturinha 28 (2018) de Daniel Feingold (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Daniel Feingold, Pequenos Formatos
Individual, até 30/7, Galeria Cassia Bomeny, Rua Garcia D’Ávila, 196 | cassiabomeny.com.br
Com curadoria de Felipe Scovino, a mostra reúne desenhos, pinturas sobre papel e pinturas com bastão oleoso sobre telas de pequenas dimensões, mas ainda alinhados com a linguagem geométrica utilizada pelo pintor Daniel Feingold, conhecido por abolir o uso do pincel na construção de suas obras.

Compensação Por Excesso, trabalho de Paul Setúbal, um dos selecionados do Prêmio Foco Bradesco ArtRio 2018

EDITAL
7º Prêmio FOCO ArtRio
Inscrições abertas até 7/7 | artrio.com
O prêmio é destinado a artistas brasileiros com até 15 anos de produção em qualquer linguagem. Os dois vencedores serão anunciados durante a feira ArtRio em setembro, terão uma obra doada para o Museu de Arte do Rio e participarão de uma residência no Capacete ou na Residência São Jerônimo com todos os custos subsidiados.

Marcela (2016) obra de Ana Prata (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Ana Prata, individual
Água Parada, individual de Marcius Galan
De 28/6 a 24/8, auroras, Avenida São Valério, 426 |
auroras.art.br
O auroras apresenta individual de Ana Prata, que inclui desenhos feitos a partir da observação de modelos e pinturas de grandes dimensões feitas sobre biombos, reforçando o caráter objetual de sua produção pictórica. A artista utiliza diversos recursos – como gestos, padrões decorativos e campos de cor – e articula referências da história da arte sem hierarquias. Também estará em exposição a intervenção de Marcius Galan na piscina do espaço, em que o artista faz um degradê do verde ao preto, simulando a decantação da água.

Da série Valparaíso: Carta a Larrain, fotografia de Pio Figueiroa

SÃO PAULO
Valparaíso: carta a Larrain
Performance, 25/6, às 19:30, IMS Paulista, Avenida Paulista, Av. Paulista, 2424 | ims.com.br
Como parte da mostra Sergio Larrain: Um Retângulo na Mão, o IMS apresenta uma performance de Pio Figueiroa. O fotógrafo usará um projetor para discutir imagens e tecer comentários inspirados na obra do artista chileno. Distribuição de senhas uma hora antes do evento.

Imagem de divulgação da mostra Björk Digital (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO
Björk Digital
Exposição individual, até 18/8, MIS, Avenida Europa, 158 | mis-sp.org.br
A instalação de Björk, em parceria com artistas como Andrew Thomas Huang e Jesse Kanda, é um projeto de realidade virtual interativa baseado nos álbuns da cantora islandesa. Esta é uma itinerância da mostra que já passou por Tóquio, Barcelona, Cidade do México, Moscou, entre outras cidades e, além dos vídeos, um projeto educativo chamado Biophilia promove atividades com o público.

Kosmo Kalus (2019) de Carlos Bevilacqua (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Reminiscências
Individual de Carlos Bevilacqua, de 25/6 a 10/8, Fortes D’Aloia e Gabriel, Rua Fradique Coutinho, 1500 | fdag.com.br
As composições com madeira, ferro e aço de Bevilacqua evocam forças estruturais, tanto de uma micro quanto de uma macroesfera. Sua individual reúne trabalhos de pequena escala, apoiados sobre mesas e bases, outros suspensos do teto, e algumas instalações de grandes dimensões que atravessam o espaço da galeria. Na abertura da exposição acontece o lançamento de um livro monográfico sobre a obra do artista que reúne depoimentos, texto de Paulo Sérgio Duarte e uma entrevista com Luiz Camillo Osorio.

Tempo: Cor (s/d), obra de Pedro Veneroso (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
FILE
Festival, 26/6 a 11/8, Centro Cultural FIESP, Avenida Paulista, 1313 | file.org.br
Comemorando os 20 anos do Festival Internacional de Arte Eletrônica, a exposição reúne 250 obras, jogos, gifs e animações. Os trabalhos expostos fazem experimentar a gravidade, o tempo e as transições de cores através de dispositivos de realidade virtual ou instalações. Na abertura do festival acontece uma conversa aberta com Maya Puig, uma das integrantes da Fundação Interactive Media de Berlim, seguida de visita guiada à exposição. Para participar, agende sua visita aqui.

 

Ganchos (2017/2018), obra de Marina Saleme (Foto: Reprodução)

RIBEIRÃO PRETO
Real
Individual de Marina Saleme, até 20/7, Instituto Figueiredo Ferraz, Rua Maestro Ignácio Stábile, 200 | iff.art.br
Com texto de Paulo Miyada, a exposição de Marina Saleme no Instituto Figueiredo Ferraz apresenta obras de diversos momentos de sua produção recente, problematizando as relações entre o fazer pictórico e a fotografia, assim como seu interesse pela paisagem, pelas repetições e pequenas diferenças.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.