Agenda do fim do mundo (13 a 21/10)

Feira ArtRio; A River Waits Reply no Pivô; Hudinilson Jr. em nova sede da Galeria Jaqueline Martins; reabertura de instituições

Da redação

Publicado em: 13/10/2020

Categoria: Agenda, Destaque

Lovers in The Air, de Beatriz Milhazes (Foto: Divulgação)

“Uma forma padrão de relacionar a política à arte presume que a arte representa questões políticas de uma forma ou de outra. Mas há uma perspectiva muito mais interessante: as políticas do campo da arte enquanto lugar de trabalho. Simplesmente olhe para o que ela faz — e não para o que ela mostra.”
Hito Steyerl em Políticas da arte: a arte contemporânea e a transição para a Pós-Democracia

FEIRA
ArtRio
Enquanto a feira presencial pode ser conferida na Marina da Glória de 14 a 18/10, a programação on-line estará disponível até o dia 25, incluindo conversas com artistas, curadores e colecionadores. Primeira feira presencial no país desde o início da pandemia, a ArtRio conta com a participação de 71 galerias nacionais e internacionais, além de projetos de instituições, espaços independentes e editoras.

Cachorra Parindo (2018), de Arivanio Alves (Foto: Divulgação)

REABERTURAS
Instituto Tomie Ohtake
A partir de sábado, 17/10, a instituição paulistana abre suas portas com horário reduzido, das 12 às 17. Além das individuais de Mariana Palma e Tomie Ohtake, serão inauguradas as exposições com os selecionados para o 7º Prêmio EDP e para o 2º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin. Também serão exibidos os vídeos produzidos durante a quarentena no programa #juntosedistantes, no qual artistas, curadores e pesquisadores narram suas perspectivas sobre esse momento. 

 

Instituto de Arte Conteporânea
O IAC, que inaugurou sua nova sede em março, reabre agora com a exposição Luzes da Memória.  Com curadoria de Ricardo Resende e de Marilúcia Bottallo, a mostra reúne trabalhos de Carmela Gross, Antonio Dias, Ivan Serpa, Jorge Wilheim, Rubem Ludolf , Iole de Freitas e Sérvulo Esmeraldo, relacionando instalações, vídeos, esculturas, obras inéditas e históricas em torno da experiência com a luz.

Detalhe de trabalho de Maxwell Alexandre (Foto: Paula Alzugaray)

Pardo É Papel
Em 17/10, a Fundação Iberê Camargo inaugura uma itinerância da individual do artista carioca Maxwell Alexandre, que esteve anteriormente no Museu de Arte do Rio. Em pinturas e instalações sobre papel kraft, Alexandre discute o cotidiano da favela da Rocinha e as diversas violências policiais, epistemológicas e raciais presentes na cidade do Rio de Janeiro. Em 14/10, às 19h,  acontece uma live com o artista pelas redes sociais da instituição. 

Performance Piece (1977), de Senga Nengudi (Foto: Cortesia da artista / MASP)

Paulista Cultural
Ao longo da semana, o circuito de instituições culturais localizadas na Avenida Paulista, em São Paulo, volta a reabrir sua programação presencial para o público. As datas de aberturas seguem o seguinte cronograma: 13/10, Instituto Moreira SallesItaú Cultural, e MASP;  14/10,  Casa das Rosas; 15/10, Centro Cultural Fiesp e 20/10, Japan House São Paulo.

Eu, Autorretrato (1949-52/2006), de Fernando Lemos (Foto: Divulgação)

MAM São Paulo
O museu retoma as atividades presenciais com as mostras Antonio Dias: Derrotas e Vitórias; Clube de Colecionadores de Fotografia do MAM – 20 Anos; e um Projeto Parede inédito, com a instalação roçabarroca, de Tiago Honório.

As Long As I See Birds Flying I Know I Am Alive (2015), de Ria Pacquée (Foto: Divulgação)

VÍDEO
A River Waits Reply
Sete instituições internacionais (Argos, Bruxelas; Gasworks, Londres; Kadist, São Francisco e Paris; MOCA, Toronto; Museo Tamayo, Cidade do México; Para Site, Hong Kong; e Pivô, São Paulo) reúnem-se para uma mostra de vídeos que serão veiculados nos sites de cada espaço. Com título apropriado de um poema de Emily Dickinson, a exposição apresenta imagens de cidades ocupadas e em movimento como uma resposta ao momento de isolamento. A seleção foi feita pelos curadores das instituições, criando um fluxo entre as associações.

TALK
Conversartions Art Basel
Em tempos de pandemia, e em comemoração dos 50 anos da feira, os tradicionais talks da Art Basel estão sendo realizados na forma de webinário, com inscrições prévias. Já participaram do projeto galeristas como Chantal Crousel, Elen Presenhuber e artistas como Alfredo Jaar. A próxima conversa, em 15/10, conta com a participação do artista chinês Cao Fei e mediação do curador Hans Ulrich Obrist. As falas ficam disponíveis no canal do YouTube da feira.

Sem título (1980), de Hudinilson Jr. (Foto: Divulgação)

INAUGURAÇÃO
Galeria Jaqueline Martins
O espaço abre nova sede em Bruxelas, com exposição individual de Hudinilson Jr. a partir de 17/10. A criação de uma filial fora do Brasil, em uma cidade central da cena artística na Europa, é uma forma de ampliar o pensamento internacional. Na capital belga, a galeria conta com sociedade de Yuri Oliveira.

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.