Agenda do fim do mundo (27/1 a 3/2/2021)

Intervenções Artísticas no Ecofeminismo; Revista Observatório; Semana Paulista de Dança; Rádio Floresta; Terra Arrasada; Fayga Ostrower

Publicado em: 27/01/2021

Categoria: Agenda, Destaque

Mari Fraga. Laboratórios do Sensível-Intervenções Artísticas no Ecofeminismo, no Instituto Goethe (Foto: divulgação)

“Para muitos, uma vida de constante incerteza econômica — na qual muitos de nós estão a uma emergência de perder tudo, não importa o quanto trabalhemos — é normal. Bicos não são mais para conseguir uma grana extra; são uma questão de sobrevivência. Nem sempre foi assim. Quando Os Simpsons estreou, poucos podiam prever que os estado-unidenses eventualmente achariam o estilo de vida dessa família algo inacessível. Mas para muitos de nós, hoje, é.”
Dani Alexis Ryskamp em A vida dos Simpsons se tornou inalcançável

DEBATE
Laboratórios do Sensível-Intervenções Artísticas no Ecofeminismo
De 28/1 a 6/2, o Goethe Institut promove uma série de atividades on-line para apresentar, contextualizar e discutir o ecofeminismo. Com nomes como Lina Terena, Mari Fraga, Djuena Tikuna e Alyne Costa, o programa reúne lives, oficinas e encontros virtuais ou presenciais, em lugares abertos. Confira a programação completa aqui.

DOCUMENTÁRIO
Anico Herskovits, a Arte do Cotidiano 

Lançado em 26/1, o filme narra a história da artista a partir de suas obras no acervo do Museu de Arte do Rio Grande do Sul. Herskovits discute sua ascendência judaica, sua relação com a gravura e as instituições de arte da região. Dirigido por Gilberto Perin e Emerson Souza, o projeto é parte da série Acervo Margs, dedicada à análise dos artistas presentes na coleção do museu.

Aka, de Emilie Sugai (Foto: Emidio Luisi)

ESPETÁCULO
Aka
De 28 a 31/1 e 4 a 7/2, acontecerão apresentações gratuitas, via Sympla, do espetáculo inédito de dança butô com performance de Emilie Sugai. O projeto, dirigido por Lee Taylor e filmado por Joel Pizzini, é baseado na obra de Tomie Ohtake e tem como proposta uma leitura interdisciplinar da produção da artista nipo-brasileira que é considerada um dos pilares da abstração informal no país.

Revista Observatório 28 (Foto: Reprodução)

ANÁLISES
Revista Observatório 28
A publicação, promovida pelo Itaú Cultural, tem edição dedicada a pensar o futuro da arte e da cultura pós-pandemia. Além de textos assinados por Michel Maffesoli, Tarcízio Silva, Christian Dunker e Teixeira Coelho, as análises e ensaios reunidos no número incluem uma autorreflexão sobre os projetos contemplados pelo edital Arte Como Respiro, promovido pela instituição no início da pandemia.

Pesquisa Panorama Cultural Brasil

Capa da pesquisa Pesquisa Panorama Cultural Brasil (Foto: Reprodução)

O Hub Cultural da Olivieri Associados, empresa de advocacia especializada em cultura, fez um mapeamento dos hábitos culturais pré e pós-isolamento social no Brasil. Os dados obtidos com a pesquisa, realizada em 2020,  foram obtidos a partir de mais de 1700 entrevistas com pessoas de diferentes regiões do país.

DANÇA
3ª Edição da Semana Paulista de Dança

O projeto, promovido pelo MASP e pelo Studio3, será realizado pela primeira vez on-line, de 25 a 29/1, pelo Youtube do museu. Com curadoria de Anzelmo Zolla, a programação inclui a participação do Balé da Cidade de São Paulo, do Theater Lüneburg (Alemanha), da Quasar Cia de Dança e do Studio3 Cia de Dança. Além das apresentações, também serão realizados bate-papos sobre a história desses grupos e da dança em geral, em sintonia com a programação de 2021 do MASP, que é dedicada a este tema.

#1 Rádio Floresta, Celeste

PODCASTS
Rádio Floresta
O episódio de estreia de celeste, o novo podcast da revista seLecT, conta com a participação de Gustavo Torrezan e dos apresentadores da Rádio Floresta, projeto que nasceu em 2018 a partir do desejo do artista de escutar os povos ribeirinhos e fornecer a eles a infraestrutura necessária para amplificar suas vozes e saberes.

Terra Arrasada (Foto:Divulgação)

Terra Arrasada
O Le Monde Diplomatique lançou um podcast que discute as reiteradas formas de violência contra a floresta e suas comunidades, agravadas com a crise do coronavírus. Produzido por Fabio Zuker e com direção sonora de Ricardo Monteiro, o projeto é realizado com apoio do Rainforest Journalism Fund em parceria com o Pulitzer Center.

Composição Abstrata, 1953, serigrafia sobre tecido (Foto: Acervo Fayga Ostrower)

EXPOSIÇÕES
Fayga Ostrower: Imaginação Tangível
Com curadoria de Carlos Martins, a exposição que inaugura a programação deste ano da Pinacoteca do Estado de São Paulo estará aberta de 1/2 a 31/5. Ostrower é uma das pioneiras no uso da gravura e da abstração informal ou lírica no país, bem como nos estudos e práticas de arte e educação.

A Virulência da Arte

A Virulência da Arte (Foto: Divulgação)

A nova exposição de Paulo Bruscky na Galeria Amparo60, em Recife, com curadoria de Mariana Oliveira, abre em 28/1. Produzida em parceria com o projeto SpotArt, a mostra acontece tanto fisicamente quanto on-line e reúne arte-classificados, colagens e performance produzidos pelo artista durante a pandemia.

Sem título III (risco, carbono vermelho), 2020, de Carla Chaim (Foto: Reprodução)

Doutrina das Cores
A galeria Raquel Arnaud, em São Paulo, promove uma coletiva que busca discutir os fenômenos cromáticos em diferentes linguagens e por artistas de gerações diversas. Com participação de Dudi Maia Rosa, Elizabeth Jobim, Rafael Alonso, entre outros, a mostra segue de 2/2 a 6/3.

O Templo do Cachorro Azul

O Templo do Cachorro Azul, de Manu Maltez (Foto: Romulo Fialdini e Nadja Kouchi)

O projeto de inauguração da nova sede da galeria São Paulo Flutuante é uma individual de Manu Maltez. O espaço, que estava prestes a inaugurar em março de 2020, quando a pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil, foi durante o decorrer do ano palco para pinturas, desenhos e intervenções de Maltez, também sócio da galeria. A São Paulo Flutuante, que foi atuante entre os anos 1980 e o início dos 2000, segue para o novo endereço após breve passagem nos Jardins, com atividades tanto presenciais quanto on-line. Disponível a partir de 2/2.

Individual Noite Não Noite Sim, de Paloma Bosquê (Foto: Divulgação)

Noite Não Noite Sim
A individual da artista Paloma Bosquê segue na Galeria Mendes Wood DM, em São Paulo, até 27/2. A exposição apresenta esculturas que sugerem a ideia de transformação contínua. Também há nelas associações materiais pouco usuais, como o emprego da fibra de algodão e do gesso, por exemplo.

Jac Leirner, botão, 2020; Trabalho comissionado pelo aarea (Foto: Divulgação)

INSCREVA-SE
Acompanhamento em Arte Digital
O aarea promove um curso para artistas que buscam explorar a internet com o modo de produção e exibição. Ministrado pelas fundadoras do projeto, Livia Benedetti e Marcela Vieira, o programa tem duração de quatro meses, com encontros semanais e valor de R$350, com possibilidades de bolsas. Inscrições até 31/1.

 

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.