Agenda do fim do mundo (31/3 a 7/4/2021)

Vozes do silêncio; Festival POC; Cercados; Passagem Só de Ida; Darby English; p.art.ilha

Da redação

Publicado em: 31/03/2021

Categoria: Agenda, Destaque

Vozes do Silêncio (Foto: Fábio Ferreira)

“O capitalismo contemporâneo é excessivamente complicado — não se apresenta como uma coisa só. Por outro lado, eu diria que o capitalismo sempre foi global e que, por ser assim, tornou-se cada vez mais global e mais evidentemente global — e isso se torna ainda mais óbvio quando estamos inevitavelmente confrontados com duas crises de tipos muito diferentes. Uma se manifesta nas crises ambientais, lentas mas contínuas, que se fazem sentir cronicamente em todo o mundo; e a outra é a pandemia da Covid, ao mesmo tempo aguda e onipresente, tanto pela sua incidência quanto por seus vastos efeitos econômicos e sociais.”
Ben Fine em Neoliberalismo, financeirização e capitalismo contemporâneo

TEATRO
Vozes do Silêncio – Filme Não Filme
As peças Não Eu, Passos e Cadência, todas de Samuel Beckett, são interpretadas pela atriz Carolina Virgüez, com direção de Fábio Ferreira. Em cartaz de 2 a 25/4, irão ao ar de sexta a domingo, às 19. Misturando recursos teatrais diversos, os monólogos ganham novos significados quando apresentados por uma mulher, em ressignificação e atualização das obras do autor irlandês. 

Sem Título, de Denise Cathilina (Foto: Renata Mello)

EXPOSIÇÕES ON-LINE
Una(S)+
Inaugurada em janeiro, a exposição no Oi Futuro, no Rio de Janeiro, é apresentada agora em formato virtual, com visão 360º. Com curadoria de Maria Arlete Gonçalves, a mostra tem participação de artistas mulheres argentinas e brasileiras, com obras produzidas antes e durante a pandemia. O isolamento social se reflete no uso de materiais disponíveis no espaço doméstico ou nas experimentações com a tecnologia para a discussão sobre o feminino na arte hoje. 

Dez Camadas (2020), de Leda Catunda (Foto: Divulgação)

50 Duetos – 50 Anos da Fundação Edson Queiroz
Em comemoração ao cinquentenário da instituição, as obras do acervo são apresentadas aos pares, em uma curadoria de Denise Mattar. 100 trabalhos compõem o projeto que abrange desde o século 17 até o momento contemporâneo, com nomes como Leda Catunda, Adriana Varejão e Iberê Camargo. Por enquanto, a mostra acontece como um tour virtual nas redes da Unifor, mas assim que houver condições, será aberta no espaço físico, em Fortaleza, e seguirá até 23/12.

Alice Guél (Foto: Rodolfo Magalhães)

FESTIVAL
Festival POC (Projetos Organizacionais Culturais)
Organizado pelo coletivo Bicuda, de Campinas, o festival é composto por shows, oficinas e talks feitos por e para a comunidade LGBTQIA+. Com atividades nos dias 3, 10 e 17/4, o projeto tem participação de figuras como a banda NoPorn, o DJ Alma Negrot e a estilista Vicenta Perotta e abrange desde discussões sobre discotecagem e maquiagem até oficinas de panificação. 

Publicações da Editora Estrondo (Foto: Divulgação)

INSCREVA-SE
Convocatória Editora Estrondo
Até 30/4, segue aberto edital para selecionar cinco projetos de fotolivros e livros de artistas mulheres. Exclusiva para pessoas do Distrito Federal e região, a convocatória prevê a publicação dos trabalhos selecionados e um prêmio em dinheiro de R$3.000,00. 

Manual de Conduta de Corpo Docente (2018), de Bruno Novaes (Foto: Divulgação)

MERCADO DE ARTE
p.art.ilha – ação #5
Desde 2020, um grupo de galerias como Oma, Diáspora, Ybakatu e Oá se reuniu para pensar ações coletivas de enfrentamento da crise gerada pela pandemia. Em sua quinta atividade conjunta, os espaços terão obras do catálogo à venda em condições especiais: a cada aquisição, o comprador receberá um crédito de 50% do valor investido para compra de outros trabalhos de artistas da mesma galeria. 10% do valor das vendas será doado à associação Adote uma Família em Paraisópolis. Disponível durante o mês de abril.

Darby English (Foto: Reprodução / Art News)

ENTREVISTA
Why the New Black Renaissance Might Actually Represent a Step Backwards
Em conversa com Folasade Ologundudu para o Art News, o historiador norte-americano Darby English diz como, para ele, as discussões raciais no campo da arte estão acontecendo por meio de generalizações. O historiador elabora como, para além de ofuscar a singularidade dos artistas negros,  as categorizações e expectativas restrigem as possibilidades de abertura do debate, inclusive com limitações nas experimentações e reflexões sobre esses artistas. 

PODCAST
Passagem Só de Ida
Organizado pela Casa 1 e pelo Acervo Pajubá, o projeto discute vivências e histórias de pessoas LGBTQIA+. O foco está nos deslocamentos físicos e subjetivos rumo à liberdade dessa população, escapando das narrativas de violência e restrições em que são comumente enquadradas. 

WEBSÉRIE
Meu Bairro, Minha Língua
Organizado pelo rapper Vinicius Terra, os oito episódios discutem as heranças da língua portuguesa através da escuta de músicos como Elza Soares, Linn da Quebrada, Dino D’Santiago e Sara Correia. Alinhado com os debates sobre descolonização, o projeto parte das canções para pensar os bairros de origem desses agentes, em um processo de descentralização e ressignificação da linguagem. 

DOCUMENTÁRIO
Cercados
Discutindo os impasses da cobertura jornalística durante a pandemia, o filme aborda o trabalho da imprensa na luta contra o negacionismo. Dirigido por Caio Cavechini, o projeto foi gravado no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Manaus e Fortaleza, percorrendo hospitais, cemitérios e as coletivas de imprensa no Palácio da Alvorada, mostrando diversas escalas dos impactos da Covid-19 no Brasil, do micro ao macro. Disponível na Globoplay. 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.