Agenda para Adiar o Fim do Mundo (2 a 9/3)

Mostra no MIS, nova sede de galeria e conversa com Anna Bella Geiger estão entre os destaques da semana

Da Redação

Publicado em: 03/03/2022

Categoria: Agenda, Destaque

Obra de Rochelle Costi (Foto: Divulgação)

Archipelago
A convite do fotógrafo e editor Roberto Linsker, 20 artistas, como Bob Wolfenson, Cris Bierrenbach, Edu Simões, Julio Bittencourt, Maureen Bisilliat, Rochelle Costi, entre outros, criaram obras baseadas em suas experiências vividas durante o período de isolamento social. A mostra, em cartaz no Museu da Imagem e do Som, resulta no livro de mesmo nome, publicado em 2021, pela Terra Virgem Edições. ”Os reflexos da pandemia motivaram a criação do projeto como uma forma de transpor o isolamento, uma estratégia de sobrevivência”, escreve Linsker. Em cartaz até 10/4. Entrada gratuita.

Fachada da nova sede da OMA galeria, em São Paulo (Foto: Divulgação)

ABERTURAS
OMA Jardins
Após quase 10 anos de funcionamento no ABC, a galeria inaugura nova sede na região dos Jardins, em São Paulo. Além de mostras com trabalho dos artistas representados, o novo espaço possibilita a realização e expansão de seus projetos culturais, como o Laboratório de Artes Visuais, diálogos com agentes do circuito das artes, entre outras iniciativas. A abertura inclui uma exposição coletiva com trabalhos de Andrey Rossi, Bruno Novaes, Giovani Caramello, Isis Gasparini, Marjô Mizumoto, Michel Cena7, Nario Barbosa, Paulo Nenflidio e Renan Marcondes. Neste sábado, 5/3, das 11h às 20h, na Rua Pamplona, 1197, casa 4.

(Foto: Divulgação)

Canto Geral: A Luta pelos Direitos Humanos
Com abertura neste sábado, 5/3, parceria entre Goethe-Institut São Paulo e o Memorial da Resistência aborda em videoperformances e intervenções sonoras as contradições na aplicação da Declaração dos Direitos Humanos. Com direção geral de Lutz Gallmeister e direção artística de Ronaldo Dimer, o público confere transposições em gravuras dos 30 artigos da DUDH, realizada por Aldemir Martins, Claudio Tozzi e Amelia Toledo, entre outros, videoinstalação performática inédita e performances de Nyek Freitas, Potira Marinho, Reinaldo Soares, Thairlla Sousa. No Memória da Resistência, em São Paulo.

Sem Título, da série Chiesa (2010), de Lucas Arruda (Foto: Everton Ballardin/Divulgação)

EM CARTAZ
Lugar Sem Lugar, de Lucas Arruda
”Entre o devaneio e a tatilidade da aplicação da tinta, evidencia-se a habilidade do pintor e sua experimentação para além da pintura”, escreve a curadora Lilian Tone. A mostra do artista paulistano, em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, é resultado de 15 anos de produção, com pinturas que tensionam os limites entre o figurativo e o abstrato, além de experimentações em vídeo e instalação, nas quais desdobram-se pesquisas acerca da luminosidade e da percepção. Na seleção apresentada, predominam pinturas de pequeno e médio formato que ”permitem uma imersão silenciosa em suas tênues diferenças”. Até 17/4. Entrada gratuita.

Obra de Letícia Lopes (Foto: Estúdio Em Obra)

Anima, de Letícia Lopes
Dando continuidade a Overnight Operations, individual da artista apresentada na plataforma online da SP-Arte em 2021, a Verve abre mostra que reflete sobre o momento atual de sua pesquisa, confluindo com sua mudança para a cidade de São Paulo. Com curadoria de Agnaldo Farias, a exposição reúne obras que propõem a possibilidade de sonhar novamente. ”A artista parte de investigações filosóficas, linguísticas e representacionais sobre arquétipos e suas dimensões místicas para realizar suas pinturas.”, escreve Farias no texto crítico. Até 26/3.

(Foto: Divulgação)

ONLINE
March Meeting 2022: The Afterlives of the Postcolonial
Debates sobre os estudos pós-coloniais e o legado persistente do colonialismo, bem como questões emergentes que impactaram as práticas culturais, estéticas e artísticas globais recentes, são o tema da 14ª edição do festival presencial e online. De 5 a 7/3, o evento capitaneado pela revista italiana de arte Mousse, em parceria com a Sharjah Museums Authority, conta com série de conversas, exibição de filmes, entre outros. Com figuras-chave dos campos artístico e acadêmico, o ciclo de debates prepara o palco para a 15ª Bienal de Sharjah: Thinking Historically in the Present, concebida por Okwui Enwezor (1963-2019) e com curadoria de Hoor Al Qasimi, diretor da fundação. Inscrições pelo link.

Retrato de Anna Bella Geiger (Foto: Divulgação)

INSCREVA-SE
Semana EAV de Portas Abertas
O Parque Lage realiza, de 7 a 12/3, aulas gratuitas de diversos cursos, nos formatos online e presencial. A aula inaugural e inédita, é ministrada pela artista e professora Anna Bella Geiger, em ocasião a sua individual no SMAK – Municipal Museum of Contemporary Art, na Bélgica, em 2021. O encontro, no dia 7/3, às 10h, discorre sobre as relações entre o corpo e a cartografia presentes na produção e trajetória da artista carioca, pensando as representações do espaço físico ao unir imagem, território e poder, para fazer denúncia ao contexto sociopolítico brasileiro. O evento acontece no Salão Nobre da EAV,l, com 40 vagas por ordem de chegada, e com transmissão pelo canal do Youtube da Escola

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.