Além das quatro linhas

da Redação

Publicado em: 10/07/2014

Categoria: Da Hora, Debates

Debate na Escola de Artes Visuais do Parque Lage ressalta o caráter coletivo do futebol e suas relações com a política

Copa_body

Legenda: Seleção ‘canarinha’ da Copa de 1970 é um dos temas do debate no Parque Lage

Futebol e política engatam eventualmente estranhas relações. Não a política do futebol, envolvendo eleições da CBF, federações, etc., mas a política no sentido estrito. Fala-se muito hoje, por exemplo, se a fatídica semifinal influenciará as próximas eleições majoritárias. Só o tempo dirá.

Para decantar o assunto, amanhã, dia 11 de Julho, a Escola de Artes Visuais do Parque Lage/Casa França-Brasil, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura, promove O que é que esta Copa tem?, um debate que procura mapear as diferenças entre as Copas realizadas durante a ditadura militar e a atual.

Os nomes dos debatedores não poderiam ser mais apropriados: José Miguel Wisnik, professor de literatura brasileira na USP e autor de Veneno Remédio. O futebol e o Brasil (2008), livro que associa futebol e filosofia; e Laura Burocco, pesquisadora em Políticas Urbanas e Desenvolvimento e autora de Copa, pra quem e por que?, um estudo comparativo sobre o impacto da Copa na Alemanha, África do Sul e Brasil.

A mediação fica por conta de Lisette Lagnado, crítica de arte, curadora e vice-presidente da Oca-Lage, Organização Social que reúne a Casa França-Brasil e a Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

Serviço:

Dia: Sexta-feira, 11 de julho, às 19h

Endereço: Parque Lage, Rua Jardim Botânico 414

Entrada franca

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.