Arquinterface abre inscrição para debates

Luciana Pareja Norbiato

Publicado em: 16/10/2015

Categoria: Da Hora, intervenções e projetos

Projeto multimídia com co-curadoria da artista Giselle Beiguelman, do conselho editorial de seLecT, promove série de mesas na série Diálogos Digitais, relacionadas à exposição que ocupará a Galeria Digital do Sesi a partir de 13 de novembro

Unnamed (1) 

Legenda: Transeuntes na Avenida Paulista interagem com a obra #QR-Comms, de Giselle Beiguelman

A partir de 19 de outubro (segunda-feira), o Sesi abre uma oportunidade gratuita para quem quer se aprofundar sobre as relações transversais do mundo digital com áreas como arquitetura e design. São os Diálogos Digitais especial Arquinterface, que terá debates nos dias 27 e 28 de outubro no Espaço Mezanino da instituição. 

O projeto é o ponto de partida da exposição multimídia Arquinterface, que acontecerá na Galeria Digital do Sesi a partir de 13 de novembro, e amplia a compreensão das obras interativas que serão projetadas na fachada do grande edifício localizado na Avenida Paulista, 1313.

A mesa que abre os encontro é Realidade Aumentada (27/10, 16h), quando Eduardo Lopes e Mauricio Jabur falam sobre a obra SP Aumentada, que faz parte da programação da mostra. No mesmo dia, às 19h, a especialista em semiótica Lucia Santaella e o publicitário das mídias digitais Abel Reis conversam sobre Tecnologia e Imaginário Urbano com Giselle Beiguelman, co-curadora do Arquinterface e membro do conselho editorial de seLecT.

No dia 28, às 19h, encerra o debate a mesa Cidade, Arte e Interface, que tem como participantes o professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da PUC-MG, Eduardo de Jesus, a coordenadora do MediaLab da UFRJ, Fernanda Bruno e os pesquisadores da FAU-USP Leandro Velloso e Maurício Galdieri.

Para se inscrever gratuitamente e obter mais informações, basta acessar o hotsite do evento.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.