A arte contemporânea é popular?

Lançamento da seLecT #30 é comemorado na Galeria Estação com bate-papo entre artistas e curadores entrevistados na edição

Da redação

Publicado em: 06/06/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Tags: , , ,

Rodrigo Andrade - Seu Sabiá, da série Praça da República (Foto: Cortesia Rodrigo Andrade/Galeria Estação)

Arte popular é um termo que pede revisão. Como definir o enorme contingente de artistas auto-didatas que trabalham de norte a sul do País e não frequentam o circuito mainstream da arte contemporânea? Esta é uma das questões centrais da nova seLecT, dedicada à arte popular e à popularização da arte. É também tema do bate-papo organizado pela revista com alguns dos entrevistados de sua trigésima edição.

Participam da conversa na quinta feira, 9, na Galeria Estação, em São Paulo: Adriano Pedrosa, diretor artístico do Masp; Bruno Faria, artista; Daina Leyton, diretora do núcleo educativo do MAM SP; Ricardo Resende, curador do Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea; Rodrigo Andrade, artista; e Vilma Eid, diretora da Galeria Estação.

Serviço
Galeria Estação
Rua Ferreira Araújo, 625, Pinheiros, São Paulo
Dia 9 de junho
Quinta-feira, às 18h
Tel.: (11) 3813 7253

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.