Através da rua

Nova exposição no Museu Afro traz artistas nacionais e internacionais que discutem formas de se produzir no espaço público

Felipe Stoffa

Publicado em: 28/06/2016

Categoria: Da Hora, Destaque, Notícias Quentes

Tags: , ,

Daniel Melim - Estatística I (Foto: Divulgação)

Grafite, arte de rua, intervenção urbana e outros rótulos não conseguem dar conta da proliferação de imagens em cidades ao redor do mundo. É com essa premissa que Espaço Livre, nova exposição no Museu Afro Brasil, apresenta um conjunto de trabalhos de artistas nacionais e internacionais que discutem as diversas maneiras de se produzir no espaço público.

A seleção dos artistas também marca um trânsito entre produções. São obras de sete africanos, quatro brasileiros e dois haitianos. Alguns conhecidos mundialmente, como o haitiano Francisco Vidal, que já exibiu seus trabalhos na Bienal de Veneza, em 2007.

Alex Hornest - Sem Título (Foto: Alex Hornest/Divulgação)

Alex Hornest – Sem Título (Foto: Alex Hornest/Divulgação)

O tema dos trabalhos, entretanto, é bastante plural. E por isso a dificuldade de enquadrá-los em movimentos específicos. Na exposição, nos deparamos com a obra de Cyprien Tokoudagba (1939-2012), reconhecido em seu país, a República do Benim, como um dos maiores pintores de divindades vodu, marca da cultura local. Com conteúdo similar, o artista moçambicano Celestino Mudaulane cria desenhos em nanquim que tratam do cotidiano popular de seu país.

Já os brasileiros Alex Hornest, Daniel Melim, Nunca e Speto são personalidades conhecidas na cena urbana paulistana. Seus trabalhos vão desde intervenções e graffitis até campanhas publicitárias, obras literárias e documentário audiovisual. Os quatro compartilham a experiência e a memória da cultura hip hop brasileira que se destacou nos anos 90 em São Paulo.

Terra Livre nos mostra a potência que o popular pode adquirir a partir das distintas expressões que estes artistas trabalham, dando espaço a um ambiente de trocas. Ali estão relatos, imagens, pinturas, colagens e intervenções que atravessam as ruas.

Daniel Melim - Estatística II (Foto: Divulgação)

Daniel Melim – Estatística II (Foto: Divulgação)

Serviço
Espaço Livre
Museu Afro Brasil
Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n, Ibirapuera, São Paulo
Até 31/7
De terça-feira a domingo, das 10h às 17h
Tel.: (11) 3320 8900

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.