Björk do Brasil

Jaloo é a primeira atração do projeto musical Prata da Casa, com show inédito no Sesc Pompeia, em São Paulo

Felipe Stoffa

Publicado em: 19/09/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Jaloo (Foto: André Seiti/ Divulgação)

Figura proeminente do tecnobrega, Jaime Lopes, ou Jaloo, como é conhecido, vem conquistando cada vez mais espaço e público no cenário musical brasileiro. Paraense de 28 anos, contou com o toque do produtor musical Carlos Miranda, que já produziu outros nomes de sucesso, em especial a também paraense Gaby Amarantos. Entre os diversos festivais que o cantor já circulou, ele agora inaugura como primeira atração o projeto Prata da Casa, com show inédito no Sesc Pompeia, em São Paulo.

(Foto: Antônio Kaio Araújo)

(Foto: Antônio Kaio Araújo)

Sua música, um mix frenético de batidas que transitam entre o pop e ritmos naturais do Paraná, como o carimbó, foi aprendida na marra pelo próprio cantor, quando ainda na adolescência mantinha paixão por softwares de edição de áudio, e publicava no youtube remixes autorais de cantoras nacionais e internacionais, desde Gal Costa até Donna Summer.

Mas não é apenas o domínio de ferramentas de mixagem que trouxe a identidade e o sucesso de seu primeiro álbum, #1, lançado em 2015, mas sim seu visual nada convencional que lhe rendeu até mesmo o título de “Björk do Brasil” e um perfil nas páginas da edição #30 da seLecT com seleção de seus maiores hits. Como ele mesmo prefere denominar, seu estilo é o sci-fi brega, que além do eletrônico incorpora também ritmos latinos.

Em entrevistas, Jaloo reconhece, entretanto, o preconceito gerado pelo seu visual destoante. Para montar seu look, procura incorporar também traços ditos femininos, desde roupas como shortinhos, tops, mantas e outros mil e um acessórios, até o corte de cabelo e o uso de muita maquiagem, tudo para garantir o brilho de seu personagem. E por sofrer com os olhares atravessados, percebeu também que muitas vezes sua própria equipe técnica o subestimava, acreditando que seu perfil andrógino causava até mesmo ataques machistas. Para jogar com isso, a solução foi tocar apenas com mulheres.

O Projeto Prata da Casa já chega à sua 17ª edição, realizado pela equipe do Sesc, com objetivo de estimular jovens talentos musicais. No dia 20/9, terça feira, o público paulistano tem a chance de escutar as três faixas mais famosas de Jaloo: “Ah! Dor”, “Insight” e “Last Dance”. Além disso, integra o repertório “Fluxo” e “Sky”, músicas que ele geralmente não costuma apresentar ao vivo.

  • O cantor administra todo o processo de seu trabalho, desde a composição das músicas até a produção de looks para sessões fotográficas (Foto: Divulgação)
  • O cantor administra todo o processo de seu trabalho, desde a composição das músicas até a produção de looks para sessões fotográficas (Foto: Divulgação)
  • O cantor administra todo o processo de seu trabalho, desde a composição das músicas até a produção de looks para sessões fotográficas (Foto: Divulgação)
  • O cantor administra todo o processo de seu trabalho, desde a composição das músicas até a produção de looks para sessões fotográficas (Foto: Divulgação)
  • O cantor administra todo o processo de seu trabalho, desde a composição das músicas até a produção de looks para sessões fotográficas (Foto: Divulgação)
  • O cantor administra todo o processo de seu trabalho, desde a composição das músicas até a produção de looks para sessões fotográficas (Foto: Divulgação)


Serviço
Projeto Prata da Casa – show de Jaloo
Sesc Pompeia
Rua Clélia, 93, Pompéia, São Paulo
Dia 20/9
Terça-feira, às 21h
Tel.: (11) 3871 7700

Tags: , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.