Casa seLecT cursos

Cursos extra-temáticos

Workshop: Narrativas Transmídia e Patrimônio Cultural

Marina Thomé e Marcia Mansur (Estúdio Crua)

Na era das interfaces e da tecnologia digital, o modo como as pessoas acessam informações e produzem conteúdo vem sendo profundamente alterado. O objetivo do curso é facilitar a concepção de experiências transmídia que sejam ao mesmo tempo informativas e criativas.

Em um contexto no qual museus e organizações sociais estão comprometidos em apresentar novas formas de interação e oferecer experiências significativas para incentivar a descoberta de suas coleções e sensibilizar seus públicos, este workshop lança luz sobre metodologias de desenho e planejamento de tais experiências.

O programa faz uma imersão em conceitos e cases que utilizam narrativas multiplataforma como suporte para conteúdo documental, discute etapas de produção e questiona como a interatividade transforma as possibilidades de promoção do patrimônio cultural, impacto social e engajamento.

O workshop inclui ateliê prático de formatação de projetos audiovisuais multiplataformas que utilizem novas mídias e debate a relação entre uso criativo de conteúdo documental (fotos, áudios, vídeos, animações) em narrativas interativas e transmídia.

Público alvo: Pesquisadores, Documentaristas, Museólogos, Artistas, Curadores,
Fotógrafos, Produtores Culturais, Antropólogos, Historiadores, Estudantes, Professores.


Marina Thomé

Fotógrafa, documentarista e artista multimídia. Mestre em Documentário Criativo (UAB – Barcelona), Pós-graduação em Arte & Tecnologia (UBA – SP) e especialista em fotojornalismo e storytelling (International Center of Photography, NYC). Produz e pesquisa conteúdo documental para plataformas multimídia, cinema e TV. Suas produções incluem o documentário “La Ciudad Tipográfica” (exibido em festivais europeus), “De viver de rios, de viver de ruas” (documentário filmado no Pará e SP, lançado com intervenção urbana em vídeo mapping), “Las sombras del Progreso” (primeiro documentário interativo da Espanha), “Totes les llavors Sembrades” (documentário coletivo lançado na Caixafórum – Barcelona) e GARY(curta metragem que teve sua estreia em 2017 no Festival Internacional de Curtas Metragens do Rio de Janeiro, e foi selecionado para festivais no Uruguai, Espanha e Polônia). Produz conteúdo fílmico para músicos como Alzira Espíndola e Banda Corte, com projeções audiovisuais em shows e vídeos web. Participou como artista convidada na Residência Brasis SP | Redbull Station e apresentou a exposição individual fotográfica “Sobre Rios – Às Margens de Laos”, que circulou no Estúdio Lâmina (SP) e nos Centros Culturais do Banco do Nordeste (CE e PB). Consultora de Comunicação e Conteúdo para a Cinemateca Brasileira desde 2016.

Marcia Mansur
Antropóloga, documentarista e produtora executiva. Artista residente do Núcleo de Estudos Contemporâneos do Museu da Imagem e do Som de São Paulo (NEC-MIS 2018), que atua na confluência entre arte e tecnologia. Doutoranda em Antropologia na Unicamp. Atuou como diretora, roteirista, editora e pesquisadora em curtas metragens documentais que foram exibidos em festivais como Contro-Sguardi International Festival of Anthropological Cinema (Itália) e premiados em festivais como: menção honrosa no II Festival do Filme Etnográfico do Recife, melhor documentário no Festival Guarnicê de Cinema do Maranhão, os 10 mais escolha do público e Prêmio Aquisição Canal brasil no Festival Internacional de Curtas de São Paulo. Produziu as séries de documentários para TV Olaria Cultural (6 x 26’’), sobre mestres da cultura popular de Pernambuco e Releitura (12 x 26’), sobre o universo da literatura contemporânea de Recife. Especialista em Arts Administration com ênfase em museus e centros culturais, atuou também como produtora do co-lab na Uniondocs Center for Documentary Arts (Brooklyn – NY),e como gestora de projetos de formação na área de economia criativa do British Council e da agência governamental RioFilme.

Sobre o Estúdio Crua
O Estúdio CRUA produz documentários e narrativas transmídia, e atua em duas frentes principais: formação [CRUA LAB] e produção [CRUA DOC]. O Estúdio é dirigido por Marcia Mansur e Marina Thomé, co-diretoras do premiado projeto de documentário transmídia Som dos Sinos, pioneiro no uso de novas mídias para promoção do patrimônio imaterial no Brasil e contemplado pelo programa Eletrobras Cultural. O longa metragem resultante do projeto tem sido exibido em festivais internacionais como na Seleção Oficial da Mostra Competitiva do Festival Biarritz América Latina na França e Heritales – International Heritage Film Festival (Évora, Portugal), no qual recebeu Menção Honrosa. No Brasil, recebeu o prêmio de Prêmio do Júri Oficial de Melhor Documentário do 21º Florianópolis Audiovisual Mercosul (DOC-FAM) e Melhor Direção de Fotografia da Mostra Sesc de Cinema Paulista. O próximo documentário da produtora, A Dupla Natureza da Luz, venceu o pitching de desenvolvimento de roteiros para participar da Residência Liziéres em 2018, na França, durante o Festival de Cinema da América Latina de Biarritz.
[CRUA LAB] Workshops teóricos e práticos sobre narrativas transmídia, documentário interativo, memória e território. O Estúdio CRUA idealiza e produz o projeto Hackathon Webdoc, maratonas intensivas de 6 dias para produção de cartografias da memória que resultam na produção e publicação de webdocumentários coletivos, como por exemplo o www.retiroretratos.com.br
Parceiros da CRUA: SP Cine, Centro de Pesquisa e Formação do Sesc-SP, Sesc 24 de Maio, Poiesis, Oficina Cultural Oswald de Andrade, Universidade de São Paulo: Laboratório de Imagem e Som em Antropologia e Centro de Preservação Cultural (USP).

Inscrições pelo email casaselect423@gmail.com ou pelo whatsapp 11 96570 7279
A/C de Marcelo Rainho

Inicio 19 de março
Horários De segunda a quinta das 19h às 22h
Carga horária 12 horas (4 encontros: 19/3, 20/3, 21/3 e 22/3)
Investimento 2x R$ 240

Preencha os dados abaixo para realizar sua inscrição:

Nome

Email

Telefone

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.