Como um mantra

Performance online do italiano Nico Vascellari cria conexão entre espectadores e reforça a ideia do tempo como irreconstituível

Nina Rahe

N° Edição: 47

Publicado em: ANO 09, Nº 47, Jun/Jul/Ago 2020

Categoria: A Revista, Crítica, Destaque

DOOU (2020), performance de Nico Vascellari. (Foto: Cortesia do artista/ Codalunga)

No fim de abril, várias personalidades do mundo da arte e da moda – entre elas a artista sérvia Marina Abramović e a jornalista francesa Carine Roitfeld, ex-editora da Vogue Paris – publicaram fotos em suas redes sociais segurando um papel sulfite com a seguinte pergunta: Do you trust me?

A ação era uma espécie de teaser para a performance Doou, que o artista italiano Nico Vascellari realizou online no dia 2/5. Como um mantra embalado por uma música eletrônica, o artista repetiu durante 24 horas a frase I trusted you.

Um dos principais performers italianos da sua geração, Vascellari ganhou projeção na 52ª Bienal de Veneza, em 2007, quando apresentou a obra Revenge, na qual amplificadores transmitiam sua voz distorcida a ponto de se tornar um som quase demoníaco. Dez anos após a experiência, em 2018, ele realizou uma nova versão do trabalho no museu Maxxi, em Roma, modificando as vozes de um coro com resultado que se mostrou igualmente perturbador. Para atenuar o impacto negativo da obra, Vascellari decidiu encerrar sua exposição com um ritual mais leve, convidando o público para cantar com ele por cerca de 30 minutos.

E foi a mesma música que utilizou nessa ocasião que agora serviu como base da performance Doou. A companhia do público durante este período de quarentena, no entanto, tornou-se virtual. “Estava interessado em explorar a presença dessa audiência ausente. Eu sabia que podia ser assistido o tempo todo, mas não sabia se realmente seria e nem por quantas pessoas”, diz.

Se, nesta performance, o artista lidou com o isolamento em relação ao seu público, por outro lado a ação possibilitou um novo tipo de conexão entre os espectadores, que puderam dividir, em um único chat, comentários nos mais diversos idiomas, pedindo, inclusive, para participar da performance por meio do compartilhamento de suas telas. Durante o tempo de apresentação, não foram poucos os pedidos. Nos ambientes que se somavam ao estúdio do artista alternavam não só os diferentes cômodos das casas, como também o número de participantes e o tempo de cada visita. Como em outras performances ao vivo, presenciais ou virtuais, Doou manteve a ideia do tempo como um conceito único, contínuo e impassível de reconstituição, o que se reforça tanto na escolha da repetição de uma sentença no passado, alusão à confiança perdida, como na opção de não postar o vídeo da ação. “A noção do tempo teria se perdido se eu deixasse a gravação disponível”, diz Vascellari.

Serviço

Doou
Performance de Nico Vascellari, Codalunga, 2/5/2020 | codalunga.org

 

 

 

 

Tags: , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.