Convite

Artista e ativista chinês Ai Weiwei será editor convidado da próxima edição da Foam Magazine, revista holandesa especializada em fotografia

Publicado em: 04/12/2015

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

O artista e ativista chinês Ai Weiwei

Um dos nomes mais polêmicos e respeitados da arte contemporânea, o chinês Ai Weiwei irá editar próximo número da Foam, revista holandesa especializada em fotografia. A publicação trará como tema Freedom of Expression under Surveillance (liberdade de expressão sob vigilância, em tradução livre) e o próprio Weiwei será ponto central da edição, lembrando que o artista é constantemente vigiado pelo governo chinês.

A revista apresentará imagens feitas por Weiwei, que documentou sua vida cotidiana através de redes sociais como o Instagram. Em prisão domiciliar desde 2011, quando teve seu passaporte confiscado e seu telefone e computador monitorados, o artista dissidente recebeu no final de outubro um visto para permanecer na Alemanha por três anos, onde ocupará um cargo de professor em uma universidade de Berlim.

“Que meios de expressão ainda estão disponíveis para você como artista, como ser humano, se a sua liberdade de movimento foi drasticamente reduzida? Para Ai Weiwei a resposta estava no uso da fotografia e do vídeo para gravar a sua vida, no desenvolvimento da internet e das redes sociais. Isso, e seu esforço para continuar a lutar pela liberdade de expressão, foi uma importante razão para Foam chamar Ai Weiwei como editor convidado”, declarou a revista em comunicado à imprensa.

A parte da edição #43 da publicação pode ser vista aqui.

Tags: , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.