Coronavida: arte, política e cultura urbana

Giselle Beiguelman debate com Paula Alzugaray e Guilherme Wisnik sobre livro que começou com série publicada na seLecT

Da redação

Publicado em: 24/08/2020

Categoria: Da Hora, Destaque

Projeções do coletivo @projetemos (Foto: Divgulgação)

Entre março e abril de 2020, logo no início da quarentena por conta do coronavírus no Brasil, a artista e professora Giselle Beiguelman publicou a série Coronavida na seLecT, na qual analisava os impactos estéticos, políticos e subjetivos dessa nova ordem das coisas, perversamente batizada de “o novo normal”. Beiguelman foi convidada pela Escola da Cidade para ampliar essas análises, no livro Coronavida: pandemia, cidade e cultura urbana, abordando questões como a supressão do espaço público, os novos formatos de ativismo, a pandemia das imagens (de lives a memes), a vigilância molecular do novo normal, a precarização das relações sociais e o trabalho remoto são alguns dos temas abordados. 

O livro está disponível para download no site da editora Escola da Cidade a partir de 24/8. Em 27/8, às 17h, no canal do Youtube da seLecT, Beiguelman participa de um debate com Guilherme Wisnik (curador e professor da FAU-USP) e Paula Alzugaray (editora da revista seLecT).

Serviço
Coronavida, arte, política e cultura urbana
Mesa-redonda com Giselle Beiguelman, Guilherme Wisnik e Paula Alzugaray
27/8 às 17 h em youtube.com/SelectArtBr 

Tags: , , , , , , ,

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.