Coronavírus altera cronograma das bienais

Edições de São Paulo e Veneza anunciam novas datas e Bienal de Sydney migra para o digital

Da redação
Pavilhão da Bienal de São Paulo (Foto: Levi Fanan / Fundação Bienal de São Paulo)

Depois da leva de galerias, museus e feiras de arte que suspenderam ou adiaram suas atividades, agora é a vez das bienais alterarem seu cronograma por conta do isolamento imposto pelo coronavírus. As edições de São Paulo, Sydney, Veneza, entre tantas outras, adiaram a data de abertura ou resolveram transpor sua programação física para o digital. Confira as mudanças:

Bienal de São Paulo
Nova data: de 3/10 a 13/12 | bienal.org.br
O evento, sob o título Faz Escuro Mas Eu Canto, envolveria inicialmente uma série de individuais e performances ao longo do ano, antes da grande exposição com abertura marcada para setembro. Com o adiamento, as exposições de Clara Ianni e Deana Lawson e as performances de León Ferrari e Hélio Oiticica, que aconteceriam entre abril e agosto, serão incorporadas à mostra coletiva. 

  • Still de Forma Livre (2013), de Clara Ianni (Foto: Cortesia da Artista)
  • Natureza Morta ou Estudo para Ponto-de-fuga (2011), de Clara Ianni (Foto: Cortesia da Artista)
  • Registro da performance A Maze In Grace, que inaugurou programa expositivo da 34ª Bienal de São Paulo
  • Registro da performance A Maze In Grace, que inaugurou programa expositivo da 34ª Bienal de São Paulo

Manifesta 13
manifesta13.org
A Manifesta se caracteriza por ser uma bienal itinerante: desde 1990, a cada edição, o evento é realizado em uma cidade européia diferente. Este ano, a mostra será realizada em Marselha, França, e tinha previsão de abertura para o público em 7/6. Uma série de eventos pré-bienal, entretanto, como atividades de formação, pequenas exposições e momentos de interação com o público já foram cancelados. Novas datas serão anunciadas em meados de abril.

Os integrantes do estúdio colaborativo Arquitetos Associados selecionados para representar o Brasil na Bienal de Veneza de Arquitetura(Crédito: Divulgação Fundação Bienal)

Bienal de Arquitetura de Veneza
Nova data: de 29/8 a 29/11 | labiennale.org
Com o tema How Do We Live Together? [Como Vivemos Juntos?], o projeto inicial tinha a ideia de estender a programação ao longo do ano, entre maio e novembro, como forma de apresentar com a devida complexidade a estrutura organizacional do evento. Agora, a 17ª edição voltará ao formato tradicional com duração de três meses, seguindo com a participação de arquitetos e instituições de mais de 60 países. 

Bienal de Sydney
Até 8/6biennaleofsydney.art
Inaugurada em 14/3, a 22ª edição do evento seguiu aberta com controle do número de visitantes até 23/3, quando anunciou o fechamento dos seus espaços e a transposição da programação para o digital. Os programas públicos foram todos cancelados e a instituição irá apresentar uma série de atividades online, como takeovers de artistas nas redes sociais, podcasts e visitas guiadas.

Bienal do Mercosul
fundacaobienal.art.br
A previsão de abertura da 12ª edição do evento era 16/4, mas as exposições físicas foram prorrogadas por tempo indeterminado.  Com o título de Feminino(s). Visualidades, Ações E Afetos, esta bienal estava sendo gerida desde o final de 2018, por meio de workshops e palestras, e seguirá nas redes sociais como forma de aproximação com o público.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.