Corpo presente

Exposição coletiva na Fundação Vera Chaves Barcellos reúne trabalhos que lançam olhar sobre a figura humana na arte contemporânea

Publicado em: 06/04/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Situação Executiva, 1974, de Regina Silveira (Foto: Divulgação)

Uma das representações mais antigas nas artes plásticas é a figura humana. Na contemporaneidade, como este elemento tão antigo quanto presente surge nas expressões estéticas? Na Fundação Vera Chaves Barcellos, obras de 54 artistas formam um panorama consistente dedicado ao corpo, que será exposto a partir do dia 9 de abril.

Batizada de Humanas Interlocuções, a exposição curada por Thaís Franco, responsável pelo acervo artístico da Fundação, abrange cerca de 50 anos de produção artística (de 1960 a 2016). A seleção de trabalhos tem como núcleo articulador o uso que artistas fazem do corpo: seja como suporte, seja como tema de investigação criativa, ou, ainda, como vetor de problematização da subjetividade em relação a diferentes esferas – simbólicas, políticas, sociais e culturais.

unspecified

Venice Beach, Los Angeles, 1984/2011, Claudio Edinger

Anna Bella Geiger, Bárbara Wagner, Berna Reale, Efrain Almeida, Hudinilson Jr., Regina Silveira e Paulo Bruscky são alguns dos nomes que integram a mostra, composta por fotografias, vídeos, litografias, colagens, objetos, entre outros suportes. Construção do indivíduo, corpo em sua potência comunicativa e o culto ao corpo são alguns do eixos temáticos que organizam a exposição.

Serviço
Fundação Vera Chaves Barcellos
Av. Senador Salgado Filho, 8450 (entrada ao lado do condomínio Buena Vista, altura da parada 54), Viamão, RS
De 9 de abril a 16 de julho
Visitas sob agendamento prévio pelo telefone (51) 8229 3031 ou por e-mail: educativo@fvcb.com. De segunda à sexta-feira, das 14h às 17h30 e terças e sextas, das 9h às 12h

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.