Corpos e anticorpos

Guilherme Kujawski

Publicado em: 09/12/2014

Categoria: Da Hora, leitura

Jac Leirner, em parceria com a Ikrek Edições, lança livro de artista na Galeria Fortes Vilaça, em São Paulo

Capa

Legenda: Capa do livro Atletas 1988-2014, de Jac Leirner (imagem: Cortesia Ikrek Edições)

Após o lançamento do livro de artista de Lenora de Barros, a Ikrek Edições (capitaneada pelos irmãos Luiz e Pedro Vieira) se prepara para o sprint final de 2014: o lançamento do último livro do ano para a série Ponto e Vírgula, projeto patrocinado pelo Banco Itaú, via Lei Rouanet. Estamos falando de Atletas 1988-2014, de autoria da artista paulistana Jac Leirner, trabalho baseado numa compilação de imagens de esportistas retiradas das páginas de diversos jornais durante o período exposto no título.

Há várias peculiaridades no projeto, tanto com relação ao conceito, como ao processo editorial. Primeiro é preciso mencionar que as figuras humanas impressas no livro são desprovidas de qualquer identificação representacional, de quaisquer traços identitários, sendo “moldadas” em manchas amorfas a partir de seus contornos essenciais. Os corpos escultóricos, tão celebrados por classicismos de todos os matizes, voltam à sua forma original, ao seu meio original: a sopa primordial.

Pertinente aqui fazer um aparte e mencionar a épica busca da artista pela cor com a qual tais massas seriam preenchidas, uma cor que deveria, em princípio, remeter ao vermelho sangue, mas sem as devidas obviedades do pigmento ferroso. Os editores contam que foram vários prelos até se chegar à cor ideal, semelhante a uma das cores do sistema Pantone. Mas nenhuma delas remetia ao objeto dado pela artista como referência, levando a gráfica a “inventar” uma cor-pigmento por meio de uma série de misturas variadas. O resultado parece uma combinação de magenta e marsala (a cor de 2015), mas com uma qualidade totalmente inovadora.

Outro ponto curioso se refere às legendas apensadas às formas vermelhas, todas elas extraídas de suas respectivas fontes midiáticas e reproduzidas literalmente. Os textos foram tratados de modo a preservar as famílias tipográficas dos jornais e o formato original em que foram publicadas. Veja algumas reproduções do miolo aqui, aqui e aqui.

O lançamento acontece amanhã, dia 10 de dezembro, das 19h às 21h, na Galeria Fortes Vilaça, Rua Fradique Coutinho, 1500.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.