Curadoria em foco

Com coordenação de Ana Paula Cohen, FAAP lança nova pós-graduação em Estudos e Práticas Curatoriais

Luana Fortes

Publicado em: 23/08/2017

Categoria: Da Hora, Destaque, Notícias Quentes

Vista para prédio da FAAP (Foto: Reprodução)

A Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) oferece mais uma nova opção de pós-graduação dedicada ao universo da arte. Dessa vez, o foco é a curadoria. Criado e coordenado por Ana Paula Cohen, o curso de Estudos e Práticas Curatoriais busca formar profissionais preparados para conceber maneiras singulares de trazer trabalhos de arte a público.

Entre o corpo docente estão Galciani Neves, curadora e diretora da Escola Entrópica do Instituto Tomie Ohtake; Ivo Mesquita, escritor e pesquisador; Jochen Volz, diretor da Pinacoteca de São Paulo e curador chefe da 32ª Bienal de São Paulo; e Mabe Bethônico, artista e pesquisadora. Além disso, ao longo do curso estão programadas palestras com Adriano Pedrosa, diretor do MASP; Pedro Cesarino, antropólogo e poeta; e Suely Rolnik, psicanalista e crítica cultural.

A pós-graduação está divida em três módulos semestrais que atravessam quatro linhas conceituais: práticas artísticas contemporâneas; a coleção como um sistema flexível; ativação do espaço expositivo; e a escrita sobre/em arte. Ao final do curso, os alunos produzirão uma monografia e realizarão exposição em conjunto.

Com início previsto para setembro de 2017, as aulas acontecerão de terças e quintas-feiras, das 19h10 até 22h45. Para mais informações, acesse: pos.faap.br

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.