DHL impede seLecT de ir à ARCOMadrid

Sexo e Arte é o tema da edição 41 da seLecT, com o ator Paulo César Pereio na capa

Da Redação
ARCOmadrid's magazine sector without seLecT. DHL considered it to have obscene content and refused to ship it (Foto: Caio Reisewitz)

A área que a revista seLecT ocuparia no setor de revistas de arte da feira ARCOMadrid, que foi aberta hoje pelo rei Filipe VI na Espanha, amanheceu vazia. A revista foi surpreendida por uma decisão da transportadora DHL, empresa multinacional contratada pelos Correios brasileiros para fazer o transporte dos exemplares a Madri.

O lote de revistas destinado à ARCOMadrid deveria ter seguido para a Espanha no último dia 21, onde chegaria até as 7h de 25/2. O primeiro alerta à seLecT  veio da Administradora de La Aduana de Coslada, informando que o lote não havia chegado a Madri.

Na tarde do dia 25, o departamento Sedex Mundi, dos Correios, enviou e-mail à Editora Três informando que devolveria o pacote com exemplares da edição 41 de seLecT por ter sido “expedido de forma irregular”. O e-mail, assinado pela Sedex Mundi, dá conta de que “após análise do operador logístico foi constatado o envio de material considerado impróprio para o envio”.

Após questionamentos da seLecT e da Editora Três, no dia 26/2 o gerente operacional da Agência São Gabriel, em São Paulo, escreveu que aguardava “o objeto adentrar junto com o Comunicado de Irregularidade na unidade São Gabriel” para poder informar qual seria a impropriedade alegada. Escreveu também que no ato da postagem os Correios trabalham com NTF quando se trata de envio de pessoa jurídica. “Não temos autorização para abrir o pacote e verificar o conteúdo”, escreveu o gerente.

Item proibido

Capa da revista seLecT 41, dedicada ao tema Sexo e Arte, com performance de Paulo César Pereiro de 1981

No dia 26 (terça), a editora foi informada pelos Correios que “as revistas em questão se encaixam em algum dos itens proibidos”. No comunicado seguinte, a informação foi de que a DHL julgou “impróprio (artigo Indecente ou Obsceno)”, por isso devolveram para os Correios.

“Esta edição foi 100% shrinkada”, afirma a gerente de Circulação Avulsas da Editora Três, Yuko Lenie Tahan, sobre o sistema de plastificação de cada exemplar. O procedimento foi adotado pois as páginas internas da edição 41 da seLecT, dedicada ao tema Sexo e Arte, trazem algumas fotos com imagens de nudez e sexualidade.

Na capa, a seLecT 41 informa com destaque que a venda é proibida para menores de 18 anos, como estabelece a legislação brasileira.

Só não esperava que a empresa multinacional DHL fosse recusar a remessa dos exemplares plastificados para Madri.

“Fomos pegos completamente de surpresa e estamos arrasados”, disse a diretora de Redação da seLecT, Paula Alzugaray. Já havíamos distribuído convite para o público internacional informando que a revista estaria na ARCO. “Depois de todos os episódios recentes envolvendo censura a manifestações artísticas no Brasil, não imaginávamos que seríamos censurados na saída do país”.

A edição 41 da seLecT traz na capa uma foto histórica de Paulo Garcez de performance realizada pelo ator Paulo César Pereio em 1981. A foto foi originalmente publicada na revista Careta, naquele ano.

A revista seLecT é distribuída em bancas de jornal no Brasil e pode ser lida e assinada pela Internet no endereço: www.select.art.br. Também está disponível para venda avulsa na App Store e no Google Play, para leitura em celular e tablet.

 

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.