Editora Cobogó lança três livros de artes visuais

Cavaletes do Masp, Iran do Espírito Santo e Caetano de Almeida são temas das publicações

Publicado em: 18/02/2016

Categoria: Agenda, Selects, Uncategorized

Detalhes das capas dos novos títulos de artes visuais

A Editora Cobogó tem três novos lançamentos editoriais de artes visuais, um deles já no mercado e outros dois engatilhados para os próximos meses. Concreto e Cristal: o Acervo do MASP nos Cavaletes de Lina Bo Bardi registra a retomada dos icônicos cavaletes de cristal, também conhecidos como cavaletes de vidro, projetados por Lina Bo Bardi para exibir a coleção do MASP, no edifício do museu , inaugurado em 1968 na avenida Paulista.

O livro foi lançado em dezembro, junto com a abertura da exposição que reúne 110 obras da coleção nos novos cavaletes, réplicas perfeitas dos originais, no segundo andar do MASP. Organizado pelo diretor artístico, Adriano Pedrosa, e pela curadora Luiza Proença, o livro traz mais de 300 imagens, entre fotografias históricas dos cavaletes originais e reproduções das obras da coleção que integram a mostra.

Desenhos de Iran do Espírito Santo são tema de outra publicação, Iran do Espírito Santo/Desenhos/Drawings. Nela, figuram trabalhos sobre papel de um dos expoentes da arte contemporânea brasileira, cuja extensa produção artística promove um diálogo com arquitetura, design, fotografia e a história da arte. O lançamento coincide com a abertura de uma exposição do artista na Galeria Fortes Vilaça em 19/3.

Já O Delicioso Jardim do Vizinho é o primeiro livro monográfico do artista paulista Caetano de Almeida. Nele, por meio de mais de 200 obras e de um ensaio abrangente do crítico e curador Paulo Herkenhoff, a trajetória de quase três décadas de carreira artística de Almeida é revisitada. O lançamento acontece na abertura da mostra de Caetano de Almeida na Galeria Luisa Strina, em 5/4.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.