Eduardo Kac no MoMA

Artista brasileiro, pioneiro da arte digital, tem obras em exposição em novas salas do museu

Leandro Muniz
Detalhe da contracapa do livro de artista Escracho (1983), de Eduardo Kac (Fotos: Divulgação)

O artista Eduardo Kac (Rio de Janeiro, 1962) é um dos pioneiros da pesquisa sobre arte e tecnologia no Brasil e possui quatro obras no acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York que estarão em exibição na instituição a partir de sua reabertura, em 21 de outubro. Kac participa de uma exposição que busca ampliar e atualizar a coleção do museu a partir de discussões sobre linguagens e temas específicos da arte desde os anos 1970, organizados em uma curadoria coletiva que ocupa o segundo, o quarto e o quinto andares do museu. 

Em Reabracadabra (1985), elaborado para sistemas pré internet, essa palavra é apresentada em forma de constelação, com vogais fixas e consoantes móveis, orbitando na tela. Outras obras do artista pertencentes ao acervo do museu são o livro de artista Escracho (1983) e os poemas visuais CRy$& (1980) e Overgoze (1981), parte do Movimento de Arte Pornô que conjugava a inteligência de linguagem da poesia visual aos conteúdos da pornografia. 

  • Capa do livro Escracho (1983), de Eduardo Kac
  • Reabracadabra (1985), de Eduardo Kac

Serviço
Collection 1970 – Present
A partir de 21/10
Museum of Modern Art (MoMA)
11 West 53 Street – Nova York
moma.org

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.