Entre dualidades

Nova individual de Flávia Ribeiro, na Galeria Marcelo Guarnieri, apresenta trabalhos de 2014 a 2017 com potentes embates

Luana Fortes

Publicado em: 24/05/2017

Categoria: Da Hora, Destaque

Platô I (2017) (Fotos: Arnaldo Pappalardo)

O título da nova individual de Flávia Ribeiro, em cartaz na Galeria Marcelo Guarnieri, diz muito a respeito das conversas que a artista propõe. Entre Objeto e Ser, além de relações diretas com as palavras objeto e ser, indica também como sua produção está circundada por dualidades. Por exemplo, ao observar os trabalhos abaixo, Pré-objeto (2016) e Endógeno-Exógino (2016), muitas delas são perceptíveis.

Pré-objeto (2016) e Endógeno-Exógino (2016)

Pré-objeto (2016) e Endógeno-Exógino (2016)

 

De saída, o trânsito entre linguagens é evidente, assim como o embate entre interior e exterior, explicitado pelo título dos desenhos. Mas, nesses trabalhos, para além disso, a fragilidade é insistentemente contraposta à brutalidade. Nos objetos, os materiais e cores usadas bem caracterizam essa situação. Enquanto o bronze, preto e fosco, apresenta aspectos rigorosos, o veludo, vibrante amarelo, amacia a percepção. Outra relação dicotômica pode ser vista na composição dos desenhos. Neles, a geometria de um quadrado amarelo dialoga com formas pretas mais desimpedidas.

Essas e outras associações são possíveis em Entre Objeto e Ser, que exibe trabalhos produzidos entre 2014 e 2017. A mostra é a primeira de duas outras individuais de Flávia Ribeiro, que serão montadas nas outras unidades da Galeria Marcelo Guarnieri, no Rio de Janeiro e Ribeirão Preto.

Serviço
Entre Objeto e Ser, de Flávia Ribeiro
Galeria Marcelo Guarnieri
Alameda Lorena, 1966 – São Paulo
Até 1/7
galeriamarceloguarnieri.com.br

Tags: , , , , , , , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.