Escolhas modernas

Publicado em: 04/09/2015

Categoria: Da Hora

MAM Rio inaugura série de exposições neste sábado (5). Entre os destaques, mostra com finalistas do prêmio Pipa e retrospectiva de Iberê Camargo

Núcleo, 1963- Foto Fábio Del Re

Legenda: Núcleo (1963), de Iberê Camargo (Foto: Fabio Del Re)

Impulsionado pela abertura da ArtRio no dia 10, um circuito efervescente dedicado às artes visuais se inicia neste final de semana na capital carioca. O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro inaugura neste sábado (5) quatro exposições que exploram a produção de jovens artistas contemporâneos e nomes consagrados na arte nacional.

Pipa 2015

Em sua sexta edição, o Pipa tem como finalistas os artistas Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Marina Rheingantz e Virginia de Medeiros. Escolhido pelo Comitê de Indicação do prêmio, formado por especialistas em arte contemporânea, o quarteto apresenta sua produção artística na instituição carioca, uma das organizadoras da iniciativa. O vencedor será escolhido pelo Comitê de Premiação, que anuncia o resultado no dia 11 de novembro. O público também poderá eleger seu favorito através de votação que ocorre até dia 5 de novembro.

Daniel Steegmann Mangrané e Philippe Van Snick

Com curadoria de Marta Mestre, a mostra reúne obras do catalão radicado no Brasil Daniel Steegmann Mangrané e do belga Philippe Van Snick. Entre trabalhos individuais e feitos em parceira, a mostra é a primeira realizada em conjunto pelos artistas em um museu brasileiro. Sobre mesas de madeira, Mangrané apresenta vários itens de trabalho que recolheu entre 1998 e 2015, já Van Snick traz cerca de 20 obras, entre fotografia, aquarela, desenho e maquetes. Em paralelo, a dupla também fará intervenções nos painéis expositivos do museu.

Iberê Camargo: um trágico nos trópicos

Último evento comemorativo do centenário de nascimento do pintor gaúcho, a mostra curada por Luiz Camillo Osório reúne 134 obras, de desenhos, gravuras, matrizes a pinturas, produzidas entre a década de 1950 e 1990. Ao ocupar a instituição carioca, os trabalhos retornam à cidade onde o artista morou por 40 anos e solidificou sua produção. Em 2014, Iberê Camargo: um trágico nos trópicos recebeu o prêmio de melhor exposição retrospectiva da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), referente à montagem que ocorreu no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo.

Marcos Bretãs

Com objetivo de reaproximar Marcos Bretãs, brasileiro radicado em Paris desde os anos 1990, do circuito de artes visuais nacional, a mostra apresenta cerca de quinze trabalhos em óleo sobre tela e óleo sobre papel. Com tonalidades escuras e acúmulo de camadas espessas de tinta, os trabalhos do artista se concentram “em uma figuração que se evidencia certo desolamento existencial”, nas palavras do curador Luiz Camillo Osório.

Serviço
MAM Rio

Avenida Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo
Tel.: (21) 3883 5600
De terça a sexta, das 12h – 18h, sábado, domingo e feriados das 11h a 18h

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.