Esculturas e suas sombras

Museu Vale, no Espírito Santo, comemora 20 anos com individual de Angelo Venosa. O artista agora incorpora sombras a suas esculturas

Da redação
Escultura de Angelo Venosa (Fotos: Divulgação)

Museu Vale, no Espírito Santo, comemora 20 anos de existência com exposição individual de Angelo Venosa curada por Vanda Klabin. Reconhecido por sua experiência com escultura, o artista apresenta na mostra Penumbra um conjunto de trabalhos com seis obras inéditas.

Em seus trabalhos, Venosa se aproveita de uma grande diversidade de materiais. Madeira, alumínio, ossos e parafina são alguns deles. Agora o artista também incorpora sombras como parte constituinte de suas esculturas. Isso faz com que elas se relacionem diretamente com o espaço onde são exibidas. No caso do Museu Vale, a relação ganha outra camada. A instituição está desde 1998 instalada na Antiga Estação Ferroviária Pedro Nolasco.

Como parte do Programa de Itinerância Cultural, que prevê rodízio de programação entre os quatro espaços culturais patrocinados pela Vale, a exposição segue depois de setembro para o Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

 

Serviço
Penumbra, Angelo Venosa
Museu Vale
Antiga Estação Pedro Nolasco, s/n – Espírito Santo
De 23/5 a 9/9
museuvale.com

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.