Finalistas do Prêmio seLecT em colaboração

Coletivo Kókir é convidado por Lisette Lagnado para desenvolver ação com crianças no Parque Lage

Luana Fortes
A atividade Fome de Mistura aconteceu na Oca do Parque Lage (Fotos: Reprodução)

A priori, o Prêmio seLecT de Arte e Educação poderia ser caracterizado pela concessão de 20 mil reais aos vencedores de cada uma de suas duas categorias, Artista e Formador. No entanto, os frutos da iniciativa estão ultrapassando a quantia em dinheiro e mostrando que o Prêmio seLecT constroi redes e promove diálogos. Em 22/10, dois finalistas uniram forças e realizaram atividade na Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

A curadora Lisette Lagnado, finalista da categoria Formador, convidou Sheilla Souza e Tadeu dos Santos, membros do Coletivo Kókir e finalistas da categoria Artista, para realizar a ação Fome de Mistura durante a programação Jornadas de Outubro no Parque Lage, que celebra o dia das crianças. “A ideia foi propor a criação de petecas usando bolas de argila com sementes como recheio. As petecas foram feitas trançando palha de milho e depois as crianças puderam brincar e levar suas criações para casa”, conta Souza à seLecT.

  • O Coletivo Kókir conversou sobre alimentação indígena e usou palha de milho para construir petecas

Além disso, o coletivo entrou em contato com indígenas locais do Rio de Janeiro para que eles participassem da atividade contando sobre sua alimentação a fim de conscientizar o público sobre a fome em tribos indígenas brasileiras. “Ao final dançamos todos juntos, acompanhando o canto de Pacari Pataxó, que nos presenteou com sua música”, continua Souza. Junto do grupo estavam também o cacique Feliz Karaí Brisuela, Anna Maria Silva Kariri e a pajé-terapeuta Niara do Sol.

O Coletivo Kókir e Lisette Lagnado se conheceram durante o Seminário de Arte e Educação, parte do processo de premiação do Prêmio seLecT em que cada proponente apresenta seu projeto ao público, ao júri e aos outros finalistas. Nesse sentido, o seminário além de premiar os vencedores, também conectou pessoas que trabalham nas intersecções entre arte e educação. A prova disso foi dada. Agora basta esperar para outras futuras colaborações.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.