#Florestaprotesta

Cartaz de Thiago Martins de Melo simboliza matrizes raciais e a persistência da violência política na história do país

Da redação

Publicado em: 13/04/2021

Categoria: A Revista, Destaque

Detalhe de #florestaprotesta (2021), de Thiago Martins de Melo (Foto: Cortesia do artista)

O pôster criado por Thiago Martins de Melo (São Luís, 1981) para o #florestaprotesta é uma colagem de trabalhos. Entre símbolos de opressão e violência, como a bota militar, ou as correntes que remetem à escravidão, as Três Graças da história da arte são atualizadas como alegorias das matrizes raciais brasileiras. Bolsonaro decapitado aparece como troféu na parte superior da imagem e a premissa de “Ordem e Progresso” da bandeira nacional é substituída por “Terra e Liberdade”.

#florestaprotesta (2021), de Thiago Martins de Melo (Foto: Cortesia do artista)

Na poética de Thiago Martins de Melo, presente, passado e futuro se reinformam. Menções diretas a acontecimentos políticos são misturadas a eventos históricos. Sua pintura propõe reflexões sobre dimensões espirituais, materiais e imediatas da vida, transitando por referências iconográficas da colonização, de ações policiais, religião, sexo, racialidade, modos de vida indígenas, dados autobiográficos e morte, nos levando a intuir a interação entre essas experiências.

Tags: , , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.