#Florestaprotesta

seLecT inicia projeto de arte e política, convidando artistas a produzir pôsteres em defesa da Amazônia e do meio ambiente. O artista mato-grossense Gervane de Paula inicia a série

Da redação

Publicado em: 29/01/2021

Categoria: A Revista, Destaque, Projeto

Fragmento do poster Não Verás Floresta Nenhuma (2020), de Gervane (Foto: Cortesia do artista)

A palavra é um elemento-chave na obra pictórica do mato-grossense Gervane de Paula (Cuiabá, 1961). A frase “arte aqui eu mato” é título e enunciado da pintura apresentada no 36º Panorama da Arte Brasileira – Sertão, em 2019, estampando um homem branco carregando uma espingarda e a pele de uma onça pintada. “Minha obra carrega uma relação muito forte com o meio em que vivo, no centro geodésico da América do Sul, dentro de três ecossistemas: Cerrado, Floresta e Pantanal”, declara o artista em texto publicado no catálogo de Sertão.

Gervane de Paula é o primeiro artista da série #Florestaprotesta, com o cartaz Não Verás Floresta Nenhuma (2020). O projeto acontece ao longo de todo o ano de 2021, convidando artistas a elaborar trabalhos no formato de pôsteres e flyers, com mensagens sobre a floresta.

#Florestaprotesta também tem entre suas referências o projeto It’s Urgent!, coordenado pelo curador Hans Ulrich Obrist. Desde 2019, ele convidou mais de cem artistas contemporâneos de todo o mundo para responder, na forma de cartazes, a pergunta do que é urgente em nosso tempo. As respostas cobriram temas relacionados a ecologia, desigualdade, solidariedade, futuros coletivos, antirracismo e justiça social, entre outros.

Com este projeto, seLecT alinha-se ao campo da gráfica de protesto – presente em periódicos, zines, cartazes, bandeiras e panfletos –, na luta contra o obscurantismo e os discursos de ódio. A ideia é expandir as ideias dos artistas para outros espaços, fazendo-as circular em nossas páginas e nas redes.

Não Verás Floresta Nenhuma (2020), de Gervane (Foto: Cortesia do artista)

Tags: , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.