Fotos arquitetônicas, apps e poesias visuais

da Redação

Publicado em: 30/12/2013

Categoria: cultura livre, Selects

Um apanhado triplo de cultura contemporânea

Arquigrafia

Legenda: Vista geral do Conjunto Habitacional Zezinho Magalhães Prado (foto de Eduardo Kneese de Mello, Arquigrafia)

Vista panorâmica

Para quem é aficionado por arquitetura, o projeto Rede Social Arquigrafia é um prato cheio – de imagens. O banco de dados de fotografias arquitetônicas criado pela FAU, ECA e IME (todos da USP) vem disponibilizando, desde 2009, o acervo histórico da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e é também plataforma para a inclusão de novas imagens pelos usuários. Um cadastro simples dá acesso às atuais 2.858 fotos protegidas pelo Creative Commons, permitindo selecionar no perfil e baixar as favoritas.

Breakingbad

Legenda: Perfil do Breaking Bad em Lego no aplicativo Vine

Snapchat, vine e philo: As últimas febres da rede

Estritamente baseados em imagens e menos condicionadas aos esquemas de autopromoção e marketing pessoal, novos aplicativos e redes sociais são rápidos e enxutos. Nessa leva destacam-se o Vine, aplicativo para gravar e publicar vídeos de 6 segundos em loop, que já está criando todo um perfil de artistas especializados, e o Snapchat para troca de mensagens exclusivamente baseadas em fotos e desenhos feitos sobre elas e que são apagadas em 24h. Mas se esses aplicativos são fenômenos consolidados, preste atenção no Philo, plataforma de TV criada por dois estudantes em Harvard, nos EUA, que já é comentada nos canais de mídia e negócios como o “novo” Facebook.

Vater

Legenda: Imagem da obra Ovo Cósmico (1980), poesia visual impressa em casca de ovo (foto: Regina Vater)

Regina Vater: sobre arte e jardins

Para o crítico britânico Guy Brett, a lentidão do circuito de arte brasileiro em dar o devido valor e evidência à obra de Regina Vater deve-se precisamente à sua multiformidade. “Essa independência é uma virtude”, escreveu Brett em texto para o livro Regina Vater: Quatro Ecologias, organizado por Paula Alzugaray. Com lançamento em dezembro no Rio de Janeiro, o livro vem preencher uma lacuna na bibliografia sobre a arte contemporânea brasileira. Resultado de dois anos de pesquisa e de uma curadoria no Oi Futuro Flamengo, em maio de 2012, o livro divide a obra da artista em quatro regiões, recorrendo às dinâmicas de sociabilidade, subjetivação, transformação e renovação implícitas em seus processos de trabalho, desde os anos 1970 até hoje. Concomitantemente, será lançado o livro Bill Lundberg, organizado por Alberto Saraiva, sobre a obra em vídeo do artista norteamericano, marido de Regina Vater. E, como resultado do processo de legitimação que o trabalho de Vater vive nos últimos anos, a Galeria Jaqueline Martins levará um projeto da artista para Frieze New York, em maio de 2014. (Regina Vater: Quatro Ecologias, F10 Editora, Oi Futuro, 230 págs., R$ 68)

*Notas publicadas originalmente na edição #15

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.