Fundação Marcos Amaro premia EAV Parque Lage

Durante a ArtRio, Ricardo Resende, curador da FMA, escolheu os múltiplos da AMIGO EAV 2018 para receber prêmio de aquisição

Da redação
Academia (2018), fotografia em que Marcos Chaves registra o palacete da EAV durante sua individual Homônimode (Fotos: Divulgação)

Com o objetivo de impulsionar a produção de arte contemporânea brasileira, a Fundação Marcos Amaro (FMA) desenvolveu um prêmio de aquisição, em parceria com a ArtRio. Estava a cargo de Ricardo Resende, curador da FMA, selecionar que expositor da 8ª edição da feira de arte seria premiado. Das dezenas de participantes do evento, que ocorreu entre 26 e 28 de setembro na Marina da Glória, Resende escolheu a Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

O estande da escola exibia, entre outras coisas, a exposição coletiva AMIGO EAV 2018, um conjunto de múltiplos inéditos à venda para arrecadação de fundos para seus programas de ensino. Curada por Bernardo Mosqueira, a seleção inclui trabalhos de Beatriz Milhazes, Carlito Carvalhosa, Janaina Tschäpe e Marcos Chaves. Agora o conjunto integra a coleção da FMA.

  • Dawn in Galapagos (2018), de Janaina Tschäpe
  • Múltiplo para Parque Lage (2018), de Carlito Carvalhosa, tem como referência o palacete da EAV e mostra volume dos dedos do artista contra molde
  • Cumarú (2018), de Beatriz Milhazes, alude à árvore brasileira homônima

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.