Galerias apresentam suas armas

Juliana Monachesi

Publicado em: 29/04/2012

Categoria: Da Hora, exposições e bienais

Maio se aproxima… E as galerias paulistanas realizam exposições individuais de seus principais trunfos para coincidir com a SP-Arte

Mariana-palma-grid

Legenda: Sem Título (2011), óleo sobre tela de Mariana Palma em exposição na galeria Casa Triângulo

A galeria Casa Triângulo inaugura na terça-feira, 8 de maio, mostra individual de Mariana Palma. Sob o título Deságue, a artista reúne novas pinturas e desenhos que atualizam questões provenientes do barroco, como a assimetria, o excesso, a desordem, a saturação e o movimento. Desta vez, a hipérbole não se contém dentro dos limites da tela ou do papel, e se espraia pela galeria, pintada com dois tons de cinza que delimitam horizontalmente o espaço expositivo. Este alagamento prossegue em uma pintura em grande escala que foi inspirada em uma cachoeira, exibida no andar superior. 

“No ambiente submerso do piso inferior, a artista apresenta uma série de trabalhos que reúnem fragmentos díspares de corais e plantas aquáticas, da botânica, de marmorizações, do ladrilhado, da marchetaria e do drapejamento pictórico, que se mesclam em imagens exuberantes. Os trabalhos se situam entre o excesso e o esvaziamento – não havendo espaço para fragmentos de paisagem onde o olhar possa descansar. São telas e desenhos traiçoeiramente hipnóticos, provocativos e asfixiantes, que contrastam com a beleza das cores, a sedução da destreza da pintura e o fascínio gerado pela riqueza das texturas”, informa o texto de divulgação da mostra.

Rb03

Legenda: Abaixo do Morro Felix (2012), óleo sobre tela de Rodrigo Bivar. A obra está exposta na galeria Millan até 22 de maio

A galeria Millan também aposta no que há de melhor na jovem pintura nacional, com exposição de Rodrigo Bivar inspirada no ukiyo-e, modalidade tradicional da gravura japonesa. Ukiyo-e significa “mundo flutuante” e o artista procurou, nas oito pinturas apresentadas, estabelecer relações temáticas com as referências nipônicas. Dada a franca síntese entre o referencial estrangeiro e o tom local, Bivar batizou sua exposição de Ainda assim, Flutuante Caiçara. O “caiçara” fica por conta do motivo escolhido para a série: as praias de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo.

“Se antes as pinturas de Rodrigo Bivar despertavam um curioso estranhamento e remetiam à ficção, agora elas evocam uma sensação de familiaridade – seja pelas cenas representadas, seja por sua relação com a história da arte. Nas novas pinturas, o artista congela instantes ordinários do mundo instável. São momentos aleatórios de um dia qualquer, que têm em comum o local que os abriga. O olhar do artista viajante se faz presente em toda a exposição, principalmente na pintura Sem Título (Marc Ferrez), em que Bivar pinta uma das paisagens do fotógrafo que mais contribuiu para o registro do Brasil do século 19”, detalha o release da exposição.

Rc01

Legenda: Jéssica Rose, A Dona do Coelho (2011-2012), óleo sobre tela de Rodrigo Cunha, em exposição na galeria Zipper

Com títulos enigmáticos como Jessica Rose, A Dona do Coelho ou Soprando Tuba, o artista Rodrigo Cunha apresenta seu “mundo de dentro” na galeria Zipper. As 16 telas expostas aprofundam o mistério já que nenhuma das personagens realiza qualquer ação nas obras. Elas contemplam, serenas, de dentro da pintura, com seus atributos mais ou menos bizarros. 

“Segundo Rodrigo Cunha, O Mundo de Dentro se refere ao mundo das sensações, à vontade de revelar o sentido oculto e profundo dos fatos. De acordo com o curador Josué Mattos, ‘a exposição trata o espaço intimista com a mesma estranheza com que nos deparamos com o improvável, o insípido ou com o desconhecido. Isso porque não fomos treinados a olhar para dentro. […] Quase nunca atentamos para o mundo de dentro, o universo que carregamos’.”, explica o material de divulgação da mostra na Zipper. 

SERVIÇO

Deságue, individual de Mariana Palma na Galeria Casa Triângulo (r. Pais de Araújo, 77, Itaim) – Ter a sáb, das 11h às 19h. Até 09 de junho

…ainda assim, flutuante caiçara…, individual de Rodrigo Bivar na Galeria Millan (r. Fradique Coutinho, 1360, Vila Madalena) – Seg a sex, das 10h às 19h; sáb, das 11h às 17h. Até 22 de maio

O Mundo de Dentro, individual de Rodrigo Cunha na Zipper Galeria (rua Estados Unidos, 1494) – Segunda a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 11h às 17h. Até 19 de maio

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.