(Geo)métricas do imaginário

Conheça a terceira parte da mostra Geopoéticas, principal instância expositiva da Bienal do Mercosul

Juliana Monachesi

Publicado em: 24/09/2011

Categoria: Da Hora, exposições e bienais

O Armazém A6 é o lugar da “poética” referida no título Geopoéticas: mapas-múndi tratados como poemas ou como sinfonias de despertadores, ícones culturais tratados como elementos de um mosaico que conforma visual e socialmente uma sociedade, bandeiras extrapoladas de sua aplicação institucional para usos coletivos e universalizantes.

(Fotos: Juliana Monachesi/Estúdio seLecT)

Tags:

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.