Gols de Cinema

Lances que ganharam plasticidade da Sétima Arte e se tornaram momentos sublimes da história do futebol

André Barcinski

N° Edição: 11

Publicado em: 20/04/2013

Categoria: A Revista, Selects

Gol fantástico de Nelinho – Copa 1978

Impressionante a curva que a bola faz no chute de Nelinho contra a Itália, na Copa de 1978.

https://www.youtube.com/watch?v=ADD4QRCVx_c

Denner – gol de placa

O saudoso Dener, da Portuguesa, fugindo das faltas e marcando um gol de placa.

Golaço de Cruyff (Curva)

Não canso de ver esse gol de Cruyff pelo Ajax, em 1972. São dois toques simples e lindos na bola.

https://www.youtube.com/watch?v=ADD4QRCVx_c

Inglaterra vs. Argentina – México 86

Nenhuma lista de gols mais bonitos estará completa sem a pintura que Maradona fez contra a Inglaterra, na Copa de 1986.

Ibrahimovic no Ajax

O sueco Ibrahimovic é alto, mas tem uma habilidade que impressiona. Esse gol, pelo Ajax, é uma pintura.

Romário pelo PSV

O que Romário jogou pelo PSV, da Holanda, foi brincadeira. Esse é um gol de pelada, com um lençol espetacular no zagueiro e um toque que tira o goleiro da jogada.

Bicicleta de Gaúcho

Ronaldinho Gaúcho fez um gol dos mais plásticos e lindos, contra o Villareal. Ele mata no peito para o lado errado, mas conserta com uma bicicleta inacreditável.

https://www.youtube.com/watch?v=ADD4QRCVx_c

Gol da Holanda na final da Eurocopa 1988

Um dos chutes mais impossíveis: Marco van Basten, da Holanda, acerta um petardo de primeira, na final da Eurocopa 1988.

Carioca 1975 – Fluminense 1×0 Vasco

Um clássico gol de Rivelino pelo Flu, em 1975, dando uma “caneta” em Alcir, do Vasco.

Hagi – Romênia 3×1 Colômbia

O gol mais bonito que já vi em estádio, o do romeno Hagi contra a Colômbia, na Copa de 1994.

https://www.youtube.com/watch?v=5_QoUPqc174

*André Barcinski é crítico da Folha, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance, em 2001, pelo documentário Maldito, e torcedor do Fluminense.

*Publicado originalmente na #select11.

Tags: ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.