Histórias curtas

Exposição da artista Laura Belém é baseada na observação e no resgate de objetos

Ana Abril

Publicado em: 19/07/2016

Categoria: Da Hora, Destaque, Notícias Quentes

Esculturas de pedra sabão de Laura Belém (Fotos: Divulgação)

Recolher o que é considerado despejo e convertê-lo em arte é a base do último e inédito trabalho da artista mineira Laura Belém. A inspiração para este trabalho nasceu em sua própria terra, ricas em utensílios de pedra sabão que foram recuperados pela artista.

Após observar os arredores das oficinas de torno de Minas Gerais, onde restos de peças utilitárias eram descartadas pelos artesãos, a artista realizou uma seleção de objetos para criar Histórias Curtas (Natureza Morta).

Material para a obra não faltou, uma vez que muitas peças são descartadas por estarem inacabadas, quebradas ou com defeito de fabricação. “As peças inutilizadas estavam depositadas num canto da oficina e, por estarem ali há muito tempo, estavam totalmente cobertas com o pó da própria pedra sabão, o que lhes agregava uma camada temporal”, explica a artista.

Laura Belém 3

Esculturas da série Histórias Curtas (Natureza Morta), de Laura Belém

 

Com essa ideia em mente, Belém decidiu resgatar e selecionar as peças artesanais, além de trabalhar para fixar o pó de pedra sabão acumulado com o objetivo de “eternizar o acaso e a ação do tempo, e também para revelar a matéria-prima crua na qual as peças se transformariam, se fossem destruídas”. Finalmente, Belém separou os objetos em conjuntos de acordo com sua função, semelhança ou potencial significativo. Histórias Curtas está em exposição na Galeria Athena Contemporânea até 21/8.

No mesmo local, os visitantes poderão desfrutar outra série inédita que compõe a exposição Histórias Curtas. O trabalho, chamado de Tapeçaria (Big Bang), faz referência às ideias de movimento, contração e expansão, como o próprio nome indica.

Colagens da série Tapeçarias, de Laura Belém

Colagens da série Tapeçarias, de Laura Belém

 

Belém também começou a desenvolver a ideia que permeia Tapeçaria a partir da observação, dessa vez da feira do Shopping Cassino Atlântico, onde também encontra-se a Galeria Athena Contemporânea. Na feira, entre outras coisas, vendem-se tapetes persas com motivos florais ou da fauna. A artista fotografou os detalhes, os imprimiu em papel de arroz e os recortou à mão para transformá-los em novas composições de colagens sobre papel.

“Na cosmologia, Big Bang se refere à rápida expansão da matéria que deu origem ao universo. O fim e o começo conectados, o fragmento e o todo, o ciclo do tempo, a transformação, o dia-a-dia alterado – essas são algumas das ideias por trás da exposição”, conta Belém.

Serviço
Histórias Curtas
Galeria Athena Contemporânea
Av. Atlântica, 4.240 | 210 e 211 – Rio de Janeiro
De 19 de julho até 21 de agosto
De segunda à sexta, das 11h às 19h; sábados, das 12h às 18h
Tel.: (21) 2513 0703

 

Tags: , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.