Inscrições abertas

Em sua 6ª edição, Prêmio Marcantonio Vilaça abre chamada para artistas e jovens curadores

Da redação

Publicado em: 10/11/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Exposição coletiva que contemplou os vencedores da 5ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça (Foto: Miguel Angelo/ CNI)

Em sua 6ª edição, o Prêmio Marcantonio Vilaça, um dos maiores prêmios de arte do país, abre suas inscrições para artistas e jovens curadores. A cada dois anos, a premiação contempla cinco artistas do território nacional com R$50 mil reais e, desde sua 5ª edição, curadores também podem se inscrever para concorrer a R$ 25 mil reais para organizarem uma exposição. Além da retribuição financeira, os selecionados recebem uma mostra coletiva itinerante que percorre diversas instituições do Brasil.

As inscrições são gratuitas e o regulamento está disponível no site oficial da premiação. A submissão dos projetos acontece até 27/2/2017. Não perca!

  • Abertura da exposição coletiva da 5ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça, em São Paulo (Foto: Paulo Lacerda)
  • Trabalho de Virgínia de Medeiros, uma das artistas selecionadas pela 5ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça (Foto: Miguel Angelo/ CNI)
  • Exposição coletiva da 5ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça, em Recife (Foto: Paulo Lacerda/ CNI)
  • O artista Jonathas de Andrade, um dos vencedores da 4ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça, em exposição coletiva na Casa França-Brasil, RJ (Foto: Paulo Lacerda)
  • Trabalho de André Komatsu, um dos artistas selecionados pela 4ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça (Foto: Paulo Lacerda)
  • Obra de Laura Belém, artista contemplada pela 4ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça (Foto: Paulo Lacerda)

Tags: , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.