Inscrição aberta para o 4º Prêmio FOCO Bradesco ArtRio

Os três artistas selecionados terão como prêmio uma viagem para residências e irão expor na ArtRio de 2016

Publicado em: 11/04/2016

Categoria: Agenda

Com objetivo de fomentar e difundir a produção artística contemporânea do país, as inscrições para a quarta edição do Prêmio FOCO Bradesco ArtRio têm início no dia 11 de abril. Podem se inscrever artistas brasileiros com até 15 anos de carreira, e os três selecionados terão a oportunidade de participar de residências em importantes instituições culturais, além de terem seus trabalhos expostos na ArtRio 2016. Os ganhadores também receberão bolsas para auxílio durante o período de residência.

A seleção dos vencedores será feita por um Comitê Curatorial independente com a direção do curador do Prêmio, Bernardo Mosqueira, e representantes de cada uma das instituições parceiras: Consuelo Bassanesi (Despina/ Largo das Artes), Samantha Moreira (Chão Luiz) e Pablo León de la Barra (Casa Wabi).

As residências do Prêmio FOCO Bradesco ArtRio são:

– Rio de Janeiro – Residência Despina/ Largo das Artes

– São Luis do Maranhão – Residência Chão SLZ

– México , estado de Oaxaca – Residência Casa Wabi

As inscrições para a seleção do Prêmio são gratuitas e podem ser realizadas no período de 11 de abril a 30 de maio de 2016, no portal da ArtRio. Serão aceitos trabalhos desenvolvidos em todos os tipos de plataforma de artes visuais.

O resultado final do Prêmio será comunicado aos selecionados até o dia 30 de julho de 2016.

Serviço
Prêmio FOCO Bradesco ArtRio 2016
Inscrição e edital: http://www.artrio.art.br/
Período de inscrição: de 11 de abril a 30 de maio
Mais informações e dúvidas: premiofoco@artrio.art.br

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.