Insuspeitada potência

Fabio Cardoso expõe série Quase Pinturas, realizada a partir de singular processo de criação

Luana Fortes
Trabalho da série Quase Pinturas, de Fabio Cardoso (Fotos: Divulgação)

Ao se deparar com a série de 13 telas que Fabio Cardoso apresenta na CAIXA Cultural Rio de Janeiro, com curadoria de Agnaldo Farias, é possível pensar que se tratam de pinturas comuns. Não fosse o título da exposição e da própria série, Quase Pinturas, o processo de criação particular do trabalho estaria encoberto.

As imagens que constrói tem como referência cenas capturadas em seu celular e são gradativamente reveladas por um ato de subtração. Em vez de uma tela branca, Cardoso parte de um fundo coberto por tinta preta, que vai removendo com terebentina até que figuras apareçam. Para arrematar, sobre a tinta a óleo, posiciona uma fina placa de acrílico transparente, às vezes colorida, que confere luminosidade aos trabalhos.

Sem Título (2014), da série Quase Pinturas

 

Esse processo apresenta uma retomada da pintura figurativa na produção de Cardoso, que coincide com o momento em que o artista decide trocar o movimentado bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, pelo sítio de sua família em Atibaia, município de São Paulo. “(…) A paisagem contemporânea de um bairro periférico (…) mostrava-se surpreendente, um universo de insuspeitada potência e, por conta disso, tocado por tudo isso, o artista recuperou os pincéis e espátulas e recomeçou a realizar suas novas pinturas calcadas na representação das coisas”, escreve o curador a respeito da mostra.

Contaminada por esse novo universo de Cardoso, a série Quase Pinturas, que teve início em 2014, aborda a banalidade diante do que Agnaldo Farias identifica, no texto curatorial, como um sentimento bucólico. A exposição pode ser vista até dia 23 de julho e seu recém lançado catálogo pode ser conferido através do site: caixacultural.com.br

Serviço
Quase Pinturas, de Fabio Cardoso
CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Galeria 2
Av. Almirante Barroso, 25
Até 23/7
www.caixacultural.gov.br

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.