IPhone 5 Meia-Boca

Novo celular da Apple não é para todos que podem comprá-lo

Marion Strecker

N° Edição: 9

Publicado em: 09/01/2013

Categoria: A Revista, Reportagem

Tags: , ,

Uma maldade que a Apple fez ao projetar o iPhone 5 foi mudar a bitola da entrada de energia e dados. Quem já usava iPhone terá de aposentar todos os conectores e carregadores, sem falar de alto-falantes que carregavam o velho aparelho. E o iPhone ficou mais alto, demandando capa nova. Mas comprar capa nova é como vestir roupa nova: uma delícia.

Milhões de pessoas estão fazendo essas trocas com dor no bolso, mas com certo prazer, já que faz bem para o ego estar sempre com aparelho de último tipo, como se a juventude da máquina fosse se transferir automaticamente para o corpo ou para a mente do consumidor.

Não, não tem nada mais brega do que passar a madrugada na chuva, fazendo fila para comprar uma coisa supérflua. Mas tem louco pra tudo. E há quem pague ou receba por um lugarzinho na fila.

Iphone

O Iphone 5 ficou mais alto, mas comprar capa nova é como comprar roupa nova: uma delícia

 

Não recomendo que ninguém compre aparelho velho, mas trocar um iPhone 4 por um 4S foi dois-palitos. Tudo que funciona em um aparelho também funciona no outro, sem falar que a câmera do 4S é muito melhor e o modelo trouxe junto a divertida Siri, o software que conversa com o dono, entende seus comandos de voz e até responde perguntas existenciais com certo humor. Ao menos nos EUA.

A Siri no Brasil é uma piada: ela não aprendeu a falar português até hoje. E um problema maior se avizinha. Pelo divulgado até agora, o iPhone 5 não funcionará com as novas redes 4G LTE (Long Term Evolution) no Brasil. Nos EUA, quem usar o iPhone 5 com rede LTE navegará muito mais rápido. Esse é o grande diferencial do iPhone 5 em relação aos anteriores. No Brasil, entretanto, o iPhone 5 já homologado simplesmente não é compatível com a frequência das redes 4G LTE que estão sendo implantadas. E não sabemos se um dia serão. Não é um problema específico dos brasileiros. O iPhone 5 não é um celular multibanda: ele funciona em faixas de frequência específicas.

Mas, desse jeito, portanto, usar iPhone 5 no Brasil é como sentar todo pimpão no volante de um enorme 4×4 bacanérrimo e, ao ligar o motor, descobrir que tem a potência de um Uno Mille.

*Publicado originalmente na #select9.

*Marion Strecker é jornalista, cofundadora do UOL e colunista da Folha de S. Paulo.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.