Isso é glamour?

Primeira retrospectiva na América-Latina do coletivo canadense General Idea ocupa os espaços do MALBA

Luana Fortes

Publicado em: 05/05/2017

Categoria: Da Hora, Destaque

Instalação com pinturas AIDS (1998), de General Idea (Fotos: Divulgação)

“Nós sabíamos que se fossemos famosos, se fossemos glamourosos, nós poderíamos dizer que somos artistas e seríamos. Nós fomos e nós somos” – escreveram AA Bronson, Felix Partz e Jorge Zontal, membros do General Idea, em 1975. O texto compunha a edição Glamour da publicação FILE, que copiava ironicamente características da LIFE Magazine. Com o humor costumeiramente de plano de fundo, o veículo circulou de 1972 até 1989, contando com a colaboração de artistas, escritores e músicos, e foi apenas uma das propostas do coletivo canadense. Dentre elas, cerca de 120, de diferentes linguagens, podem ser vistas em Tempo Quebrado no MALBA, até 26/6.

Sob curadoria de Agustín Pérez Rubio, diretor artístico do museu, trata-se da primeira grande retrospectiva do grupo na América Latina, apesar de ele haver participado da 24ª Bienal de São Paulo. Com o objetivo de expandir seu legado, a exposição conta com trabalhos produzidos no início da carreira de General Idea, assim como outros que discutem a crise da AIDS nos anos 1980 e, ainda, a primeira obra feita por AA Bronson, quando seus companheiros faleceram devido a complicações dessa mesma doença.

Edição Glamour (1975) e volume 3, número 4 (1977), da revista FILE, de General Idea

Edição Glamour (1975) e volume 3, número 4 (1977), da revista FILE, de General Idea

 

O título da exposição faz referência ao caráter efêmero da produção do coletivo e à maneira pela qual o General Idea construía ficções ao redor de sua própria concepção como grupo. Miss General Idea (1971) foi um grande exemplo disso. O trabalho partia da dinâmica de concursos de beleza e oferecia a 16 artistas uma chance de supostamente ganhar fama, diversão e fortuna. Um kit com regras, documentos e um peculiar vestido foi enviado a cada “competidor”, dos quais 13, mais tarde, participaram de uma cerimônia de premiação. A obra contribuiu para criar uma mitologia ao redor do coletivo de artistas, que acabou por caracterizar sua produção.

“Por meios de representação que transpõem realidade e ficção, natural e cultural, General Idea cria simulacros que constituem uma memória real do próprio grupo e de diferentes fases de sua produção”, pondera Rubio, curador da mostra. Dessa maneira, o tempo sugerido pelo trabalho do coletivo apresenta características próprias, que hora parece se referir ao passado, hora pode estar aludindo ao futuro, mas que, na realidade, não tem lugar em concepções tradicionais de tempo e espaço.

Marcel, em Miss General Idea Pageant (1971)

Marcel, em Miss General Idea Pageant (1971)

 

Serviço
Tempo Quebrado, de General Idea
MALBA
Av. Pres. Figueroa Alcorta, 3415 – Buenos Aires
Até 26/6
www.malba.org.ar

Tags: , , , , , , , , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.