Laboratório do amanhã

Terceira edição do festival Atos de Fala acontece entre 13 e 22 de maio, no Rio de Janeiro

Felipe Stoffa

Publicado em: 12/05/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Gustavo Ciríaco - Gentileza de um Gigante, Viagem a Uma Planíce Enrugada (Foto: Vera Marmelo)

Entre os dias 13 e 22 de maio, acontece a terceira edição do Festival Atos de Fala, no Rio de Janeiro, sediado no Oi Futuro de Ipanema e no Museu de Arte do Rio (MAR). Partindo do tema Volta à Futuridade, os curadores Christina Becker e Felipe Ribeiro selecionaram trabalhos de artistas nacionais e estrangeiros como o dançarino carioca Gustavo Ciríaco e o trio suíço Simone Aughterlony, Antonija Livingstone & Hahn Rowe.

O festival surgiu em 2011 com o intuito de consagrar e divulgar no cenário artístico palestras-intervenções e vídeos-ensaios, linguagens  ainda pouco exploradas no país, até mesmo em âmbito acadêmico. Essas plataformas encontram na produção de artistas o meio ideal para conjugar trabalho e teoria a partir de novas formas experimentais.

“As palavras estão constantemente criando nossos corpos, nossas formas de agir no mundo, e por isso pensamos numa plataforma que investigue artisticamente essa performance. Neste sentido, o mote Volta à Futuridade nos ajuda bastante, pois ter o futuro como um horizonte é uma maneira de trazer sua força para o presente, e me parece que esta é a grande disputa que vivemos nesse momento no país, mas também certamente de maneira global”, diz Felipe Ribeiro.

Manoel Ricardo - Jogo de Varetas, um Livro de Guerra (Foto: Divulgação)

Manoel Ricardo – Jogo de Varetas, um Livro de Guerra (Foto: Divulgação)

Com produção dos suíços Simone Aughterlony, Antonija Livingstone & Hahn Rowe, o espetáculo Supernatural será exibido no MAR, Museu de Arte do Rio. O trabalho discute temas entre a ecologia política e percepções de gênero. Os artistas provocam: “Seria este movimento uma pesquisa ou uma divertida prática de pós-pornô? Seja o que for, traz corpos e companheiros materiais em uma conversa para compreender que não há nenhuma diferença entre ser excitado, ser excitante e ser excitado por”.

Já no espaço Oi Futuro Ipanema, serão apresentados os trabalhos Vida-Veste-Ruídos, de Flávia Naves e Sebastian Wiedemann e A Conversa Infinita – Sala Escura, de Alexandre Veras, ambos na Galeria 1. No espaço da Galeria 2, ocorrem as palestras-intervenções Gentileza de um Gigante – Viagem a Uma Planície Enrugada, de Gustavo Ciríaco; Jogo de Varetas, um Livro de Guerra, de Manoel Ricardo; e Ectoplasma, de Luísa Nóbrega.

Um dia após as palestras-intervenções, os artistas produzem esculturas-arquivo, peças que retomam os acontecimento anteriores, mas ao mesmo tempo funcionam como trabalhos autônomos, sujeitos a recriações até o encerramento do festival.

Luísa Nóbrega – Ectoplasma (Foto: Divulgação)

“Nós estamos especialmente interessados em como a arte lida com essas ambivalências, e em como agrupamos em um festival ações que, ao mesmo tempo, experimentam outros modos de vida”, acrescenta Cristina Becker.

Tem até balada gay na programação: Sharon Shisnayder escolheu uma das mais antigas baladas GLS do Rio de Janeiro, a boate Turma Ok, para fazer a performance que encerra o festival, no dia 22 de maio (domingo), às 20h. Todos os horários e eventos podem ser conferidos no site oficial.

Simone Aughterlony, Antonija Livingstone & Hahn Rowe - Supernatural (Foto: Divulgação)

Simone Aughterlony, Antonija Livingstone & Hahn Rowe – Supernatural (Foto: Divulgação)

Serviço
Oi Futuro Ipanema
Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, Rio de Janeiro
De 13 a 22 de maio
De terça a sexta-feira, das 15h às 21h; sábados e domingos, das 14h às 21h
Tel.: (21) 3131 9333

MAR – Museu de Arte do Rio
Praça Mauá, 5, Centro, Rio de Janeiro
De 13 a 22 de maio
De terça-feira a domingo, das 10h às 17h
Tel.: (21) 3031 2741

Tags: , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.