Linha, forma e espaço

Segunda individual de Judith Lauand em NY acontece simultaneamente a outras quatro mostras de concretistas brasileiros

Ana Abril

Publicado em: 22/06/2017

Categoria: Da Hora, Destaque, Notícias Quentes

CONCRETO 118, de Judith Lauand (Fotos: Divulgação)

Única mulher do vanguardista Grupo Ruptura, integrado por Waldemar Cordeiro, Geraldo de Barros e Luiz Sacilott, a artista brasileira Judith Lauand ganha segunda individual em Nova York. A mostra Judith Lauand: Abstrações do Concretismo Brasileiro é resultado de uma pesquisa que explora os trabalhos realizados entre 1950 e 2008 e apresenta o uso experimental que a artista fazia de materiais sintéticos e industriais e de padrões óticos e ilusórios. Em cartaz até 28/7, a mostra na Driscoll Babcock, no bairro Chelsea, exibe 50 trabalhos de Lauand.

A artista, que agora tem 95 anos, já passou pela figuração, a abstração geométrica, o pop e, inclusive, experimentou colocando objetos na tela, como pregos e tachas, e pintando palavras nelas. Contudo, Lauand é internacionalmente conhecida pela sua contribuição ao projeto construtivista brasileiro, junto com suas contemporâneas Lygia Clark, Lygia Pape e Mira Schendel.

Do Círculo ao Oval, de Judith Lauand

 

Precisão, rigor matemático e objetividade definem a linguagem de Lauand e o uso que ela faz da linha, forma e espaço. Tendo participado de importantes coletivas durante sua trajetória, como a III Bienal de São Paulo (1955-1956) e a retrospectiva internacional Arte de Concreto: 50 Anos de Desenvolvimento (1960), organizada por Max Bill em Zurique, a artista ganha o mercado norteamericano. É não é a única.

Na cidade de Nova York, aconteceram simultaneamente, entre junho e julho, quatro exposições dedicadas aos concretistas brasileiros, além da mostra de Lauand. Entre 22/6 e 17/7, o Grupo Frente ocupa a Galeria Lelong, enquanto Lygia Pape e Lygia Clark são homenageadas em retrospectivas no Metropolitan Breuer, até 23/7 (saiba mais), e na Luhring Augustine Gallery (a mostra acabou em 18/6). Helio Oiticica também ganha homenagem no Whitney Museum, entre 14/7 e 1º/10.

Serviço
Judith Lauand: Abstrações do Concretismo Brasileiro
Driscoll Babcock
525 W 25th St – Nova York (EUA)
Até 28/7
www.driscollbabcock.com

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.