Livro Arte-Veículo no galpão VB

Publicação de Ana Maria Maia que aborda intervenções artísticas na mídia de massa brasileira é lançado com conversa entre a autora, Mario Ramiro e Daniel Lima

Publicado em: 05/05/2016

Categoria: Agenda

Mario Ramiro - Clones (Imagens: Ana Maria Maia/Divulgação)

A crítica e curadora Ana Maria Maia apresenta no Galpão VB o resultado da pesquisa Arte-veículo: intervenções na mídia de massa brasileira, realizada ao longo de 2015 com a Bolsa de Estímulo à Produção em Artes Visuais, Funarte – 2014. O livro, de mesmo título, tem edição bilíngue (português – inglês), distribuição gratuita, e será lançado em São Paulo no dia 7 de maio de 2016, das 15 às 17h, no Galpão VB, espaço da Associação Cultural Videobrasil. Na ocasião, uma mesa reúne a autora e os artistas Mario Ramiro e Daniel Lima para discutir questões abordadas pela publicação, que propõe uma reflexão sobre o uso da imprensa como esfera pública para a arte. O evento é gratuito e aberto ao público em geral.

Ao todo, Arte-veículo conta com trabalhos de: 3nós3, Adbusters Media Foundation, A revolução não será televisionada, Analívia Cordeiro, Antonio Manuel, Amilcar de Castro, Caetano Veloso, Centro de Mídia Independente e Videohackers, Cildo Meireles, Contrafilé, Daniel Santiago, Di, Ducha, Eder Santos, Eduardo Coutinho, Eduardo Kac, Fernando Barbosa Lima, Flávio de Carvalho, Frederico Morais, Frente 3 de fevereiro, Geraldo Anhaia de Melo, Glauber Rocha, Jac Leirner, Jaguar, Jomard Muniz de Britto, Lenora de Barros, Luiz Paulo Baravelli, Marcello Nitsche, Márcia X, Mário Ramiro, MICO, Nelson Leirner, Olhar Eletrônico, Paulo Bruscky, Reynaldo Jardim, Ricardo Basbaum, Rubens Gerchman, Sandra Kogut, Tadeu Jungle, TVDO, TV Viva, Yuri Firmeza e Waltercio Caldas.

Serviço
Galpão VB | Associação Cultural Videobrasil
Avenida Imperatriz Leopoldina, 1150, Vila Leopoldina, São Paulo
7 de maio
Sábado, das 15h às 17h
Tel.: (11) 3645 0516

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.