MAB-FAAP comemora 55 anos com atividades

Oficinas, visitas temáticas, diálogos com artistas, entre outras ações gratuitas, criadas pelo Setor Educativo, marcam as comemorações

Publicado em: 09/08/2016

Categoria: Agenda

Fachada da FAAP (Foto: Reprodução)

O Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) comemora a chegada de seus 55 anos com uma programação especial: oficinas de pinhole, conversa com artistas, visitas temáticas, entre outras atividades, gratuitas, organizadas pelo Setor Educativo. As ações ocorrem ao longo do mês de agosto nas duas exposições: Elas – Mulheres Artistas no Acervo do MAB e Raimundo Cela – Um mestre brasileiro. Para celebrar também o Dia dos Pais, no dia 14 de agosto, o MABFAAP fará oficinas de mímica e de gravura.

Confira a programação completa:

Atividade especial de aniversário
10/8, às 14h – Museu de Portas Abertas
A equipe do MAB-FAAP conversa com os participantes sobre o trabalho desenvolvido no museu. Temas como Conservação e Restauro, Curadoria e Educativo serão abordados com o intuito de aproximar o público das atividades.

Conversa com a Artista
Encontro, às segundas-feiras, entre o público e as artistas que estão em cartaz na exposição Elas- Mulheres Artistas no Acervo do MAB:
8/8, às 14h
Regina Silveira – artista multimídia, gravadora, pintora e professora.
15/8, às 14h
Marina Ayra – arquiteta de formação, mas trabalha com artes plásticas e artes gráficas.
22/8, às 14h30
Maria Tereza Louro – artista plástica, desenhista, pintora e professora.
29/8, às 14h
Jac Leirner – artista multimídia

Oficinas
13/8, às 11h
Oficina de Pinhole – Como se forma uma imagem? Como é fotografar sem uma câmera fotográfica?
O Pinhole é uma técnica artesanal utilizada para fazer fotografias usando uma caixa de papel escura. O objetivo é estimular a curiosidade e sensibilidade artísticas, apresentando como a fotografia pode ser uma coisa simples e mágica.  Idade mínima: 10 anos, acompanhado dos pais.
14/8 – Especial Dia dos Pais
14h – Gravura
A gravura é uma técnica utilizada em diversos meios, como artísticos, científicos e industriais. Na oficina, pai e filho vão experimentar materiais de suporte e gravação, aprendendo a gravar uma imagem.
16h – Mímica
A partir da brincadeira tradicional, pai e filho exploram as possibilidades de seus corpos. Como representar uma árvore, um leão ou um jangadeiro? Como é o meu corpo? Essas serão questões exploradas na atividade.

Visitas temáticas
Os educadores propõem ao visitante refletir sobre as obras a partir de temáticas específicas. É realizada aos finais de semana.
06/08, às 14h
Jangadeiros e escravos na obra de Raimundo Cela
A partir da análise comparada do quadro “Abolição dos Escravos” (1938) e da série de pinturas sobre os jangadeiros cearenses (1941-1946), a visita pretende chamar a atenção para os modos como são retratados diferentes extratos da população brasileira  – e como esses retratos reforçam ou contestam os estereótipos.
07/08, às 14h
Técnicas corporais, antropologia e a cultura litorânea
Raimundo Cela pintou e imortalizou hábitos, posturas, técnicas corporais e a organização social da população litorânea do Ceará. O público será convidado a estudar a técnica corporal de uma comunidade distante da sua que é urbana e cosmopolita.
13/08, às 14h
As representações do corpo na obra de Raimundo Cela
Raimundo Cela realizou um estudo profundo do corpo e o representou nas artes visuais. O público é convidado a observar o corpo como superfície de inscrição da história e da cultura.
14/08, às 14h
20/08, às 14h

Gravura
Passeando pela exposição “Raimundo Cela: Um mestre brasileiro” e “Elas: Mulheres Artistas no Acervo do MAB”, a visita pretende abordar as diferentes técnicas utilizadas, temas, aproximações e distanciamentos entre elas.
20/08, às 14h
Por que uma exposição só com Mulheres Artistas?
A visita tem como objetivo refletir sobre o processo de criação nas artes visuais e sua independência do fator gênero.
21/08, às 14h
Tradição e Modernidade: impasses políticos e éticos do litoral cearense
Utilizando as obras do artista Raimundo Cela, as imagens do cineasta Orson Welles e do fotógrafo Chico Albuquerque, o público será convidado a refletir sobre a situação social e a cultura popular tradicional da população litorânea cearense no passado e no presente.
21/08, às 14h
Mulheres e Artes Visuais no Brasil: silêncios e descontinuidades
A visita propõe investigar a presença e a ausência das mulheres artistas nos cânones da História da Arte Brasileira, destacando o papel das mulheres enquanto criadoras de arte.
27/08 (sábado), às 14h

Jangadeiros ao mar: jornadas de luta
A visita pretende, num paralelo, recontar a história do Raid (evento) da Jangada de São Pedro por meio das pinturas de Raimundo Cela e da refilmagem de Quatro Homens em uma jangada, de Orson Welles, acrescentando outras viagens realizadas pelo litoral em busca de direitos dos pescadores.
28/08, às 14h
Academicismo e Modernismo no mesmo tempo histórico.
A partir da análise do trabalho de Raimundo Cela e das obras de artistas modernistas presentes na exposição “Elas: mulheres artistas no acervo do MAB”, a visita tem como proposta a reflexão sobre a produção artística do início do século XX.

Serviço
MAB-FAAP – Atividades de comemoração
Museu de Arte Brasileira da FAAP
Rua Alagoas, 903, Higienópolis, São Paulo
De 8 até 28/8
Tel.: (11) 3662 7200

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.